Início » Smartphones » Samsung Galaxy A80 chega ao Brasil: vale a pena pagar o preço da inovação?

Samsung Galaxy A80 chega ao Brasil: vale a pena pagar o preço da inovação?

Compartilhe

A Samsung apresentou hoje (25) o Samsung Galaxy A80 para o mercado brasileiro. O smarthone com tela de 6.7 polegadas se destaca pela câmera tripla giratória. O modelo chega efetivamente ao nosso mercado em 5 de agosto, e já chama a atenção por peculiaridades bem inusitadas.

Apesar do fator inovação estar mais que presente e ser o grande diferencial de sua proposta, o Samsung Galaxy A80 ainda é um dispositivo de linha média premium que, por mais que se esforce, ainda está um degrau abaixo do Samsung Galaxy S10e (a própria Samsung o posiciona assim). Logo, causa estranheza os coreanos oferecerem o modelo com inovação por R$ 3.499, apesar de ser tecnicamente inferior ao mais modesto entre os dispositivos top de linha da marca, que já pode ser encontrado no mercado brasileiro pelo excelente preço de R$ 2.699.

De novo: eu entendo que a série Galaxy A da Samsung virou a cobaia da empresa, recebendo inovações antes das séries S e Note. Mas pagar mais caro por inovações em modelos que transformam o early adopter (que paga mais caro para ter esse status) em “rato de laboratório”?

Não é pedir demais?

 

 

Vale a pena pagar o (caro) preço da inovação?

 

 

Quem se aventurar a pagar esse valor pelo Samsung Galaxy A80 leva para casa um dispositivo com a tela New Infinity Display, que não tem notch ou furo na câmera graças aos três sensores fotográficos que giram para funcionar nos modos frontal e traseiro.

Em teoria, o conjunto fotográfico pode entregar selfies de boa qualidade. Mas eu já ouvi de colegas que cobrem o setor de tecnologia e que já estão testando o dispositivo que, ao girar os sensores da parte traseira para a frontal, alguns dos recursos mais desejados para as autofotos de maior qualidade são desativados, como a estabilização de imagem (por exemplo).

Eu sei que isso pode ser corrigido por software, e que o conjunto Snapdragon 730 + 8 GB RAM + 128 GB de armazenamento devem dar conta de entregar boas fotos. Mesmo assim: por que esse produto chega ao consumidor com essa característica?

Não faz o menor sentido.

 

 

Aqui, não é uma questão de criticar o Samsung Galaxy A80 sem testar o produto. Até acredito que, como um smartphone como um todo, ele é excelente (e nem poderia ser diferente com essas especificações e preço). O que eu questiono é o preço pago pela inovação que transforma o consumidor em cobaia.

E você, que acabou de ler esse post, precisa se perguntar se vale a pena pagar a mais para ser beta tester dos fabricantes de tecnologia. E sem receber um centavo por esse trabalho.

 

 

Samsung Galaxy A80 – Ficha Técnica

 

 

Tela: 6,7 polegadas Full HD+ (1080×2400), Super AMOLED, New Infinity Display
Processador: Snapdragon 730 octa-core (2 núcleos de 2,2 GHz + 6 núcleos de 1,8 GHz)
RAM: 8 GB
Armazenamento: 128 GB, sem suporte a microSD
Câmera giratória:

sensor principal de 48 megapixels, f/2,0
sensor ultrawide de 8 megapixels, f/2,2 (123°)
sensor de profundidade 3D (ToF)

Bateria: 3.700 mAh, carregamento rápido de 25 W
Sistema operacional: Android 9.0 Pie
Biometria: leitor de impressão digital na tela (óptico)
Design: vidro 3D com bordas de metal; cores preto, dourado e branco
Dimensões: 165,2 x 76,5 x 9,3 mm


Compartilhe