O Samsung Galaxy A7 (2018) é o primeiro smartphone da Samsung a contar com uma câmera traseira tripla, no melhor estilo Huawei P20 Pro.

Surpreende que essa característica estreie em um dispositivo de linha média e não em um dispositivo top de linha. Mas pode ser um aviso claro do que está por vir. Sem falar na localização do leitor de digitais, que vem em posição atípica em relação aos demais modelos da empresa.

 

 

Leitor de digitais na lateral

 

 

O novo Samsung Galaxy A7 (2018) conta com versões de 4 GB e 6 GB de RAM, e até 128 GB de armazenamento interno, trabalhando com um processador octa-core que com certeza é um Exynos de linha média.

Possui tela de 6 polegadas (FullHD+), integra bateria de 3.300 mAh e um leitor de digitais na lateral, no estilo do Galaxy J6+.

 

 

Câmera traseira tripla para a linha média

 

 

O principal apelo desse dispositivo é o seu sensor traseiro triplo, formado por uma lente de 24 MP (f/1.7), outro de 8 MP com grande angular (f/2.4) e um terceiro de 5 MP de 120 graus (f/2.2).

A tríade de sensores é focada na melhoria do modo retrato, onde os sensores de 24 MP e 5 MP são responsáveis pelo bokeh, se valendo também do pixel binning para combinar quatro pixels em um, obtendo assim um melhor resultado sob a luz.

Já a lente de 120 graus promete um resultado realista, já que possui o mesmo ângulo de visão que o olho humano, contando com o apoio da inteligência artificial para a detecção inteligente de cenas.

Já o sensor frontal de 24 MP (f/2.2) promete bons resultados mesmo com baixa luminosidade, também contando com o efeito bokeh para selfies e AR Emojis.

 

 

 

O Samsung Galaxy A7 (2018) estará disponível em alguns mercados europeus e asiáticos em um futuro próximo, mas nada é mencionado sobre o seu lançamento no Brasil, por enquanto.

Preços não são revelados, mas serão diferentes versões para diferentes mercados: 4 GB RAM + 64 GB (com MicroSD), 4 GB RAM + 128 GB (sem microSD) e 6 GB RAM + 128 GB (sem microSD), recebendo ou não o NFC.