Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Saiba se o seu PC vai rodar o Windows 11

Saiba se o seu PC vai rodar o Windows 11

Compartilhe

O Windows 11, nova versão do sistema operacional da Microsoft, foi anunciado hoje (24), e apresenta várias novidades que mudam de forma relevante a experiência de uso com este software.

Apesar da Microsoft não revelar uma data exata para liberar esse sistema operacional (só informou que o software estará disponível durante o Natal), muitos usuários já estão ansiosos para saber se o seu computador está apto para receber o Windows 11.

Afinal de contas, a Microsoft vai oferecer o Windows 11 de forma 100% gratuita para computadores novos e para alguns equipamentos que já estão em funcionamento e cumprirem os requisitos técnicos exigidos pela empresa.

Neste post, eu mostro como você pode saber hoje mesmo se o seu computador desktop ou notebook pode receber o Windows 11 tão logo ele esteja disponível.

 

 

 

Como saber se o seu PC vai rodar o Windows 11

 

 

Está disponível um aplicativo que faz todo o trabalho sujo por nós. O PC Health Check tem como objetivo realizar uma verificação dos recursos disponíveis pelo nosso equipamento, de modo que qualquer usuário vai descobrir se o seu computador cumpre com os requisitos mínimos para executar o Windows 11.

Este software também vai analisar outros aspectos do seu computador, tais como as configurações de suas cópias de segurança no OneDrive, sua capacidade de armazenamento, a data de última atualização com o Windows Update e o gerenciamento dos nossos programas que executam junto com a inicialização do sistema operacional atual.

Para fazer o download gratuito do PC Health Check, clique aqui. Porém, é importante lembrar ao amigo leitor que, apesar do aplicativo afirmar que não é compatível com o Windows 10, alguns produtores de conteúdo executaram o programa nessa versão do Windows, e ele funcionou perfeitamente.

Por isso, vale a pena tentar a sorte.

Além disso, o PC Health Check analisa o seu computador para poder oferecer informações de desempenho e status do equipamento, e que seus dados são utilizados pelo aplicativo exclusivamente para essa tarefa, e nada fica salvo ou armazenado em nenhum lugar.

 

 

 

O grande problema está no TPM 2.0

 

 

De acordo com as especificações técnicas compartilhadas pela Microsoft, o Windows 11 tem exigências bem específicas para poder funcionar, como um disco de sistema com 64 GB ou mais, contar com suporte ao Secure Boot e pelo menos 4 GB de RAM.

Porém, a grande surpresa (negativa para muitos usuários) é a exigência do TPM 2.0, que existe desde 2016 e tem como orientação da Microsoft para que os fabricantes deixem o recurso ativo como padrão no Windows, mas vários equipamentos modernos e placas gráficas mais novas não contam com esse recurso.

Talvez por isso (também) a Microsoft tenha optado por lançar o Windows 11 apenas no final do ano: para justamente dar um tempo para os usuários atuais do Windows se adaptarem e se prepararem para receber o novo software no final do ano, um período do ano onde a maioria dos usuários tendem a utilizar menos o computador para tarefas laborais ou escolares.

O Windows 11 será uma atualização gratuita a ser liberada pela Microsoft durante o período do Natal de 2021.


Compartilhe