Um grupo de pesquisadores em Cingapura conseguiram fazer dois braços robóticos montarem uma cadeira da IEKA com sucesso e instruções básicas.

Os dois braços robóticos contavam com sensores de força e câmeras 3D para auxiliar na tarefa, mas salvo isso e algumas instruções básicas de montagem, os robôs fizeram praticamente tudo sozinho.

A visualização 3D permitiu aos robôs colocar cada peça da cadeira na posição correta apara a montagem, mas a dificuldade estava quando precisam colocar os pequenos pivotes de madeira nas diferentes partes.

 

 

A câmera 3D não é totalmente precisa, e os braços robóticos precisam adivinhar onde está o buraco em que o pivote precisa ser instalado. Aí, os sensores de força detectam a resistência, encontrando com precisão o espaço do pivote, inserindo com a força adequada, e sem atravessar a peça ou destruir o pivote.

Apesar de não ser um processo 100% independente, é mais um passo para automatização de tarefas. O objetivo final é que os robôs façam tudo sozinhos a partir do zero, apenas observando as peças. Algo que deve demorar pelo menos mais seis anos.

 

 

 

Via Wired