A essa altura do campeonato, é um fato que os robôs são melhores que os humanos em alguns trabalhos, especialmente os mais repetitivos. Quem precisa tomar decisões está com o emprego garantido… por enquanto. Enquanto isso, na Amazon, uma nova máquina que empacota encomendas já é utilizada em algumas centrais de distribuição da empresa.

A Reuters revelou a existência dessa máquina, mas a Amazon implementa a tecnologia há anos. A adoção inicial foi muito lenta e em alguns armazéns, como parte de um programa piloto. Mas agora a empresa acredita que as máquinas estão em nível necessário para expandir o seu uso.

A máquina se chama CartonWrap, e foi desenvolvida pela empresa italiana CMC Machinery, que usa uma tecnologia chamada Box on Demand, que permite empacotar pedidos com caixas no tamanho adequado. O sistema escaneia os produtos enquanto eles circulam pela correia transportadora: com essa informação, a máquina cria caixas de papelão de tamanho adequado e em tempo real, colocar o produto e fechar a caixa, deixando a mesma pronta para o envio.

 

 

O processo é muito mais rápido e eficiente que com um trabalhador humano, onde a máquina pode processar entre 600 e 700 caixas por hora, ou cinco vezes mais rápido que um funcionário. A máquina não funciona sozinha, onde alguém precisa carregar os produtos na esteira e repor o papelão e a cola periodicamente, além dos técnicos responsáveis pela manutenção e funcionamento adequado da máquina.

 

 

O que vai acontecer com os funcionários da Amazon?

 

A máquina não vai tirar o emprego de muitos dos funcionários, mas as consequências já são notadas na Amazon. Cada máquina elimina sozinha 24 postos de trabalho, e agora que o programa piloto apresentou resultados, a Amazon planeja expandir o uso da máquina na sua rede de distribuição, instalando duas máquinas em dezenas de armazéns nos Estados Unidos.

 

 

No total, 1.300 pessoas podem ser demitidas. Mas a Amazon não planeja a instalação das máquinas para reduzir salários. O objetivo aqui é melhorar a segurança e a eficiência para acelerar os pedidos. A empresa promete que o dinheiro que será economizado com as máquinas será revertido em novos serviços para consumidores, criando assim novos postos de trabalho.

Não será um alívio para os demitidos a chegada das máquinas, mas ao menos a Amazon vai tentar remediar o cenário diante da polêmica criada pelo tratamento que a empresa dá aos seus empregados.

 

 

Via Reuters