robinhood

A empresa norte-americana Robinhood entrou no segmento de critpodivisas com uma proposta chamativa de comissão zero. Isso fez com que mais de um milhão de usuários (na sua maioria millenials) desembarcassem na plataforma como investidores.

O Robinhood oferece um aplicativo para smartphones onde os clientes podem investir na Bolsa sem pagar comissões pelas operações. Em apenas três ano no mercado, a empresa se tornou uma referência, especialmente para quem tem um perfil investidor jovem. Estima-se que dos seus 3 milhões de clientes, pelo menos 80% são millenials, com idade média de 26 anos.

Após receber um investimento total de US$ 176 milhões em capital de risco, a empresa anunciou seus planos de se transformar em um mercado de investimentos em criptodivisias. Isso foi o suficiente para que mais de 1 milhão de usuários se inscrevessem no novo serviço, que já permite consultar as cotações de várias criptomoedas em tempo real.

 

 

O Robinhood vai se concentrar em algumas das criptomoedas mais conhecidas do momento (Bitcoin, Ethereum, Ripple, Monero, LiteCoin ou Bitcoin Cash, entre outras). Mas a melhor parte disso tudo é que essas operações não terão comissão.

Será interessante ver como eles vão sustentar esse negócio, especialmente levando em conta que nas transações realizadas com Bitcoins, as comissões chegaram a ser realmente altas a algumas semanas. Hoje, nem tanto, por causa da queda generalizada de valor de praticamente todas as cripomoedas. Mas se o crescimento e a demanda voltarem a ser fortes, as comissões podem disparar novamente, e aí veremos se o Robinhood mantém essa política.

Para o Robinhood, as criptodivisas vão mudar o mundo, e eles querem ajudar a impulsionar essa mudança. E não cobrar comissões só tem um objetivo: conquistar novos usuários. E, pelo o que vimos nesse momento inicial, é uma aposta correta.

 

Via CoinAgeRobinhood