Compartilhe

É o típico caso do tiro que saiu pela culatra.

Com apenas três dias de lançamento do vídeo de Rewind do YouTube, onde a plataforma de vídeos apresenta o resumo de 2018 com os principais destaques entre os seus criadores de conteúdo, já podemos ter uma boa ideia sobre como os usuários reagiram a essa peça de mídia. E não foi uma das reações mais positivas.

Rapidamente, o vídeo está se tornando um dos mais odiados da história do YouTube. Por enquanto, o vídeo alcançou a marca de 6.8 milhões de votos negativos, contra 1.9 milhão de votos positivos.

No momento em que este post é produzido, o YouTube Rewind 2018 está compartilhando a “honra” de se posicionar no Top 5 dos vídeos mais odiados da história do YouTube, ficando ao lado de vídeos historicamente detestados, como ‘Baby’, de Justin Bieber e Ludacris, ‘It’s Everyday Bro’, de Jake Paul’, o trailer do game ‘Call of Duty: Infinite Warfare’ e ‘Can this video get 1 million dislikes?’, do PewDiePie.

A maioria dos usuários do YouTube concentraram as suas reclamações na má qualidade do vídeo e no fato do quanto a plataforma está desconectada sobre a realidade dos seus usuários.

Apesar da maioria dos comentários serem de usuários que não produzem conteúdos, eles reclamam sobre os problemas que o YouTube gerou para a maioria dos youtubers com a desmonetização de vídeos. A maioria dos youtubers que apareceram no Rewind 2018 são profissionais, e muitos deles reclamaram publicamente sobre os obstáculos impostos para a monetização dos vídeos. E isso não impediu dos mesmos entrarem no vídeo de resumo do ano.

Levando em conta que o vídeo mais odiado da história do YouTube, ‘Baby’ de Justin Bieiber, tem 9,76 milhões de dislikes, é de se esperar que o Rewind 2018 vai quebrar essa marca antes do final do ano. Vamos acompanhar de perto o crescimento desses números e o possível registro desse recorde indigesto.

 

 


Compartilhe