Compartilhe

Antes de mais nada, quero dizer que este não é o meu normal, e não faz parte do meu perfil trocar um equipamento novo por outro igualmente novo. Mas o ano de 2020 não está normal, definitivamente. E como a oportunidade apareceu, decidi dar o passo. Mas falo mais sobre a troca no final desse post.

Fato é que fiquei apenas duas semanas com o notebook Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR. E posso dar um spoiler para você: a culpa não foi do equipamento em si. Adquiri o modelo depois de ler e assistir a vários reviews sobre o produto, e me convenci que estava na hora de dizer adeus para o meu ótimo Dell Latitude E5250. E entendi que esse modelo poderia ser um bom substituto.

Apesar de ficar pouco tempo com esse notebook, eu fiquei tempo o suficiente para obter as minhas impressões sobre o produto. E esse review, apesar de ser diferente (pois nem deu tempo de fazer um vídeo sobre o produto), vai passar o meu testemunho de uso com esse computador portátil, que está na lista dos mais procurados pelos usuários brasileiros.

Quero tentar ajudar aos usuários que ainda estão indecisos sobre a compra do modelo, indicando se ele pode atender os diferentes perfis de uso para esse tipo de dispositivo.

 

 

 

Antes de começar…

 

Eu comprei o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR via internet no final de agosto de 2020. Logo, todas as opiniões expressas nesse post são baseadas em uma experiência pessoal que não tem qualquer tipo de influência por parte do fabricante. Esse é um compromisso de transparência que mantenho com o leitor do TargetHD.net.

Além disso, se não fosse por essa compra, eu não teria comprado o outro notebook que substituiu esse. E o segundo modelo é o de uso pessoal (e é o dispositivo que estou utilizando para escrever esse post – falo um pouco mais sobre ele no final do reivew).

 

 

 

Características Físicas

 

 

O Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR tem um design simples que me agrada. Mesmo sendo um notebook de entrada, ele entrega uma proposta sóbria e minimalista que acaba chamando a atenção. Sim, você até pode pensar que ele é um produto premium, mas não é: sua construção é majoritariamente de plástico.

Teve uma coisa que não me agradou muito nos materiais desse notebook. Na área onde você normalmente repousa as mãos para poder digitar (mais precisamente a parte inferior da palma da mão), a tendência é que fique algumas marcas de uso que, com o passar do tempo, podem deixar a carcaça mais clara nessa área.

Entendo que a Lenovo poderia ter entregue um resultado final nesse aspecto, mesmo em um notebook de entrada ou de “baixo custo” (não existe baixo custo em 2020, depois de tudo o que aconteceu em nossas vidas neste ano).

 

 

A estrutura do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR é bem construída, e a impressão que a tela é “molenga” é falsa. Me agrada essa estrutura de dobradiça central, pois ela tende a ser mais resistente do que outras propostas.

De um modo geral, o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR me agradou muito na sua construção. Mesmo sendo um produto de baixo custo, a sua construção é sólida e de boa qualidade. Ele não passa a impressão que pode se desmanchar com o passar do tempo e com a intensidade de uso.

 

 

 

Tela

 

 

O Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR conta com aquela tela padrão para os notebooks de sua faixa de preço. Ou seja, tela de 15.6 polegadas LED HD (1366 x 768 pixels) no padrão TN. Apesar de ser uma tela com tratamento antirreflexo (algo que me agrada muito), ela é uma tela bem básica, que não favorece aos diferentes ângulos de visão.

Logo, não é uma tela para quem precisa de cores mais fieis e maior riqueza de detalhes, especialmente para quem quer trabalhar com fotos e vídeos. Por outro lado, esse também não é um notebook pensado para essas finalidades. Ou seja, está tudo certo nesse aspecto.

Para quem só vai trabalhar com a produção de textos ou tarefas de escritório, navegação de internet e redes sociais e, quem sabe, alguns vídeos por streaming de forma despretensiosa, a tela do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR é mais que suficiente para essas tarefas. Não dá para pedir mais do que isso pela categoria que o modelo se encontra.

 

 

 

Teclado e touchpad

 

 

Considerando a sua categoria, o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR tem um ótimo teclado. As teclas são mais altas, mas entregam um digitar bem preciso e menos cansativo do que em outros modelos. A curva de aprendizado é baixíssima, e estudantes e usuários que vão utilizar o portátil para digitar grandes volumes de texto não vão enfrentar maiores problemas aqui.

Já o touchpad é bem sofrível. Na verdade, não dava para pedir muito mais do que encontrei nesse produto, e está dentro da média do que normalmente se encontra para produtos dentro da sua categoria. O que é uma pena, pois obriga o usuário mais preocupado com a sua produtividade em investir um pouco mais de dinheiro na compra de um teclado.

 

 

 

Hardware e desempenho

 

 

Aqui está um dos grandes diferenciais do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR.

No lugar de contar com o quase onipresente processador Intel Core de oitava geração, esse modelo em específico (81V700008BR) conta com o processador AMD Ryzen 5-3500U, que recebeu muitos elogios em todos os reviews que li e assisti na internet. E devo confessar que esse chip não me decepcionou.

Para os meus propósitos de produção de conteúdo (produção de textos em plataformas online e editores como Microsoft Word, edição de áudio no Audacity, edição de vídeos mais básicos, redes sociais, navegação de internet, etc), o Ryzen 5-3500U do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR deu conta do recado, sem apresentar qualquer tipo de engasgo ou travamento.

De forma nativa, esse processador trabalhou com 8 GB de RAM DDR4 a 2.400 MHz (4 GB soldados + 4 GB em slot) e 256 GB de SSD NVMe M.2, e esse conjunto faz toda a diferença nesse bom desempenho entregue pelo portátil. Aliás, nunca é demais incentivar a campanha “morte ao HD para instalar o sistema operacional Windows 10”, pois a melhor forma de usar o software da Microsoft é mesmo em uma unidade de disco sólido e, se possível, com SSD instalado (só use o SSD SATA com o Windows 10 quando o seu computador não permitir o SSD M.2).

 

 

Outro diferencial que o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR também oferece é a presença do chip gráfico AMD Radeon RX Vega 8, que trabalha com o processador Ryzen 5-3500u. Vários reviews afirmam que esse conjunto é mais competente que aquele composto pelo processador Intel Core i5-8265U de oitava geração + chip gráfico integrado Intel HD Graphics. E pude comprovar na prática que isso tem total sentido.

O desempenho geral do conjunto de hardware entregue pelo Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR é muito bom, com uma fluidez e agilidade que chama a atenção. Para quem quer uma experiência bem competente para as tarefas para as quais ele foi destinado, ele vai satisfazer.

Sim… inclusive para alguns jogos com configurações gráficas mais básicas. É claro que ele não vai fazer milagre, mas para o público que joga games de forma mais casual e é menos exigente na demanda de recursos, ele tem tudo para agradar e até mesmo surpreender.

 

 

 

Bateria

 

 

O Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR tem uma autonomia de bateria média de cinco horas para aquelas tarefas mais leves e para uma rotina de uso para o qual ele foi concebido ou idealizado (produção de textos e planilhas, navegação na internet, redes sociais, e-mails, alguns vídeos por streaming, etc), o que está dentro da média para os notebooks da sua categoria.

Ele não alcança o mesmo desempenho de seus modelos equivalentes da Acer, o que é uma desvantagem. Porém, ao menos podemos pensar que é possível utilizar o notebook durante o primeiro turno de trabalho, ir almoçar e deixar o portátil carregando, e voltar para o segundo turno de trabalho (considerando que, em cada turno, você vai trabalhar até quatro horas).

É um pouco decepcionante para alguns usuários, mas insisto que não vejo outras marcas fazendo muito melhor do que isso dentro dessa faixa de preço e com características técnicas semelhantes (com a já pontuada exceção de alguns portáteis da Acer).

 

 

 

Conclusão

 

 

Apesar de ficar com o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR por apenas duas semanas, eu gostei do que vi. É um notebook que cumpre o que promete, dentro dos seus propósitos e possibilidades. Para quem procura um portátil leve para levar para qualquer lugar, realizar tarefas mais básicas de escritório ou de estudo e, eventualmente, rodar alguns jogos de forma casual, ele pode funcionar muito bem.

Para quem não conhece as possibilidades oferecidas pelos processadores AMD Ryzen, a surpresa será mais que agradável. É uma ótima alternativa para quem quer economizar um dinheiro por não ver a necessidade de comprar a versão com processadores Intel. Sem falar que a relação custo-benefício com a AMD tende a ser melhor para cenários pontuais.

Mas… a pergunta que não quer calar é…

 

 

 

Por que você ficou com o Lenovo IdeaPad S145 por apenas duas semanas?

 

Eu precisava de um notebook novo depois de alguns anos com o Dell Latitude E5250, e entendi que o ano de 2020 seria o ano para realizar essa compra, mesmo depois de tudo o que aconteceu com as nossas vidas. Então, fiz a compra do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR e estava feliz com ele.

Porém, duas coisas me chamaram a atenção, e foram determinantes para a troca.

Apesar do Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR trabalhar em modo dual channel, ou seja, com uma RAM soldada e um slot livre para upgrade, constatei que o mesmo contava com uma memória RAM com frequência de 2.666 MHz, quando em todos os sites de e-commerce divulgam a versão com uma memória de 2.400 MHz.

Isso pode parecer algo pequeno para os mais leigos, mas de pouco adianta ter a possibilidade do dual channel se a RAM soldada na placa tem uma frequência menor do que aquela compatível no slot. Ou seja, uma memória de 2.666 MHz não vai trabalhar na sua frequência máxima.

Consultando em fóruns de internet, constatei que era isso mesmo: a RAM soldada na placa pela Lenovo era de 2.400 MHz, e qualquer RAM que eu colocasse no notebook iria trabalhar nessa velocidade, no máximo.

E entre ter um dual channel com frequência mais baixa e um single channel em uma frequência mais alta, optei pelo segundo cenário. Até porque eu não fico jogando games o tempo todo.

O segundo motivo foi pela melhor relação custo-benefício.

Depois de uma semana, vi que o Kabum estava oferecendo o Lenovo IdeaPad L340 por um preço apenas R$ 1.000 mais caro que o Lenovo IdeaPad S145. Tá, o “apenas” é modo de dizer, mas ajuda a ilustrar o meu ponto: passar para um notebook melhor em mais potente.

 

 

Então, não tive dúvidas: passei o Lenovo IdeaPad S145 para frente, coloquei a diferença de valor e adquiri o novo (e excelente) Lenovo IdeaPad L340, e estou muito satisfeito com ele. Mas isso não desabona em nenhum momento o S145, que é um excelente notebook para o seu segmento e o que se propõe a fazer.

Ainda tenho dúvidas em testar os novos Acer Aspire, que são os concorrentes diretos do portátil mais básico da Lenovo. Mas enquanto isso não acontece, o Lenovo IdeaPad S145 81V70008BR é sim recomendado para quem procura um notebook para as tarefas do dia a dia.


Compartilhe