Compartilhe

A Redmi conta com dois dispositivos de linha média apresentados no final de 2019, o K30 e o K30 5G, mostrando que a conectividade 5G chegou aos smartphones de linha média. Lembrando que todos os modelos top de linha da Xiaomi terão essa conectividade de próxima geração em 2020.

Os dois dispositivos são bem diferentes dos modelos da geração anterior, entregando avanços importantes que merecem ser detalhados para apresentar as principais diferenças entre a nova e a velha geração. Diferenças essas que não são poucas.

 

 

Design

Aqui, muitas diferenças.

Para começar, nada de câmeras mecanizadas nos novos modelos, com o notch em um furo de tela alargado. Na parte traseira, conta agora com um enorme círculo para abrigar os seus quatro sensores, uma proposta bem diferente do que a apresentada no Mi 9T (ou Redmi K20).

As dimensões do novo dispositivos cresceram de forma considerável. O Mi 9T era relativamente compacto com 15.6 cm. Já o K30 conta com 16.5 cm, uma diferença de tamanho que pode ser observada nas mãos e no bolso do usuário.

 

 

Hardware e conectividade

No Mi 9T (ou Redmi K20) conta com suas versões Normal e Pro. Já o K30 conta com duas versões Não Pro logo de cara, onde o modelo top de linha pode chegar ao mundo em 2020. O modelo base recebe o Snapdragon 730G, um discreto upgrade em relação ao 730 do K20.

O Redmi K30 5G possui o processador Snapdragon 765G, melhor chip de linha média da Qualcomm nesse momento. Na nova geração, a Redmi apostou nas telas LCD, deixando de lado as telas AMOLED. Em compensação, as taxas de atualização dos modelos K30 são de 120 Hz, e o tamanho da tela é agora de 6.67 polegadas (FullHD+).

A bateria aumentou para 4.500 mAh com recarga de 27W no modelo normal, e 30W no modelo 5G. O leitor de digitas sai de baixo da tela e vai para a lateral direita do dispositivo. O conector de 3.5 mm e o NFC estão mantidos.

 

 

Câmeras

O Redmi K30 conta agora com quatro câmeras, perdendo a telefoto em relação ao Redmi K20 em prol de dois novos sensores para macro e modo retrato. Já o Redmi K30 5G, o sensor macro é de 5 MP, no lugar dos dois que estão presentes no K30.

O sensor principal é diferente, com um Sony IMX686 de 64 MP (f/1.89), enquanto que a geração anterior recebia um sensor de 48 MP. O único sensor do qual ainda não falei nesse post é o de grande angular, que passa de 13 MP para 8 MP. Na câmera de selfies, temos agora dois sensores, com 20 MP + 2 MP, sendo que o segundo sensor serve para obter informações na profundidade de campo.

 

 

Conclusão

Como você pode ver, as diferenças entre o Redmi K30 e K30 5G e o Redmi K20 são consideráveis, tanto no nível de tela como em detalhes mais relevantes como processador, leitor de digitais e conectividade. Partindo como base as informações contidas nesse texto, a partir de agora fica um pouco mais fácil para você optar por um ou outro modelo. Ou você vai pelo novo e atulaizado, ou aposta na melhor relação custo-benefício.

Mas a decisão é sua.


Compartilhe