O Redmi Note 7 e o Redmi Note 7 Pro são smartphones com excelente relação custo benefício, e são os primeiros lançamentos da sub-marca da Xiaomi. Ambos contam com tudo para serem legítimos campeões de vendas em 2019. Porém, as diferenças podem passar desapercebidas para os mais distraídos.

Esse post tem como objetivo orientar os mais indecisos para a melhor compra. Para a maioria, o Note 7 Pro pode parecer as escolha mais óbvia. Mas as diferenças podem favorecer diferentes perfis de usuários.

Não sabemos qual será o valor que os dois produtos vão receber no mercado brasileiro, mas os pormenores podem definir os valores, apesar dos modelos parecerem iguais na estética.

 

 

As principais diferenças

 

 

Elas existem em três pontos bem importantes: processador, memória e câmeras.

No processador, o Redmi Note 7 Pro recebe o chip Snapdragon 675, enquanto que o modelo base fica com o Snapdragon 660. O modelo Pro entrega um melhor desempenho e maior vida útil, além de ser mais recente.

Além disso, o modelo Pro recebe 6 GB de RAM no lugar de 4 GB do modelo base, e o dobro de armazenamento (128 GB), mas em ambos podemos expandir via microSD. Mas o espaço nativo a mais é algo bem vindo.

 

 

A câmera pode decidir

 

 

O grande fiel da balança entre o Redmi Note 7 e o Redmi Note 7 Pro pode ser os sensores fotográficos, principalmente na parte traseira. No modelo base contamos com o sensor Samsung GM1, no modelo Pro contamos com o Sony IMX586, o mesmo sensor usado no Xiaomi Mi 9. Leve em conta que a diferença entre os dois é que o Mi 9 conta com o processador Snapdragon 855, o que sempre faz a diferença para o modelo top de linha.

 

 

Resumindo…

Se você não dá valor para nenhum dos três grandes diferenciais entre os modelos, o Redmi Note 7 vai fazer você feliz. Mas se você valoriza esses aspectos, (principalmente a câmera e o processador, o Redmi Note 7 Pro pode custar um pouco mais caro, mas é a sua escolha.