A propaganda é a alma do negócio, e qualquer empresa de tecnologia investe um bom dinheiro para convencer você que o seu produto oferece um diferencial relevante o suficiente para convencer você. Porém, a Xiaomi investiu pesado para promover um dispositivo de linha média, e se deu muito bem nos resultados.

Estamos falando do Redmi Note 7, que foi enviado para o espaço para mostrar as suas capacidades fotográficas ao registrar fotos do planeta Terra. Isso foi possível com a ajuda de um balão de hidrogênio, que atingiu uma altura de 33 mil metros, suportando uma temperatura de -58 graus Célsius.

 

 

Redmi Note 7 foi ao espaço, e sobreviveu para mostrar imagens espetaculares

 

 

Quando o dispositivo chegou no espaço, ele registrou fotos da Terra, onde suas lentes foram testadas para capturar uma perspectiva única do nosso planeta. Lembrando, que estamos falando de um smartphone de linha média, ou seja, pelo menos na teoria, não estamos falando as melhores lentes fotográficas do mercado.

O mais interessante de tudo isso é que, quando o dispositivo voltou para a base, ele estava funcionando perfeitamente, de acordo com as declarações do CEO da Xiaomi na rede social chinesa Weibo. E isso não aconteceu por acaso: a Redmi (empresa independente da Xiaomi focada em telefones com melhor relação custo/benefício) afirmou por diversas oportunidades que o Redmi Note 7 é um smartphone de alta qualidade com materiais que podem ser utilizados em em um dispositivo top de linha.

 

 

Aqui, entendo que essa foi uma vitória dupla da Xiaomi/Redmi com o Redmi Note 7. Não apenas comprovou que o seus sensor de 48 MP acompanhado do segundo sensor de 5 MP na parte traseira do dispositivo é capaz de registrar imagens muito boas, como também mostrou que o smartphone pode suportar situações extremas.

Extremas a ponto de você poder pensar seriamente em tirar uma selfie no espaço com o seu smartphone.

Nada mal, certo?