Redes sociais mostram como é a quarentena em Wuhan no epicentro do Coronavírus | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Redes sociais mostram como é a quarentena em Wuhan no epicentro do Coronavírus | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Redes sociais mostram como é a quarentena em Wuhan no epicentro do Coronavírus

Redes sociais mostram como é a quarentena em Wuhan no epicentro do Coronavírus

Compartilhe

A epidemia do Coronavírus (que se tornou uma ameaça global, de acordo com a Organização Mundial de Saúde) está causando estragos em Wuhan (China). A cidade foi o epicentro da doença, pois foi lá onde teria aparecido o primeiro caso da enfermidade, após um cidadão chinês consumir carne de morcego em um dos mercados públicos da cidade.

Depois de vários casos registrados e os primeiros óbitos, Wuhan foi colocada em quarentena. Desse modo, os moradores permanecem em suas casas, e tentam não sair para as ruas, evitando assim a exposição para uma potencial infecção. Isso dificulta a vida da população como um todo, que perdeu o direito em ter uma vida normal por uma questão que é maior e mais grave do que eles mesmos.

Por conta dessa quarentena, a imprensa tradicional também teve o seu trabalho comprometido, onde é impossível fazer o registro jornalístico sobre a real situação dos moradores de Wuhan. E até mesmo como uma questão de segurança dos seus profissionais, pois… quem é que vai querer ir para lá nesse momento?

Mas a tecnologia do presente existe justamente para resolver problemas de forma simples e eficiente. Graças aos smartphones com câmeras de ótima qualidade, uma internet que funciona bem o suficiente e as redes sociais, o mundo todo pode se inteirar sobre como está a vida dentro de Wuhan depois do surto do Coronavírus.

 

 

Solidariedade acima de tudo

Nesse momento, muitas pessoas se encontram em um cenário onde não podem deixar as suas casas em Wuhan, por causa da ordem de quarentena que deve durar até 4 de fevereiro, pelo menos (há quem diga que essa limitação seja prorrogada para até 10 de fevereiro). Por isso, alguns cidadãos da cidade tentam manter o alto astral, tal e como mostra o vídeo abaixo.

Os gritos que você está ouvindo são gritos de incentivo, solidariedade e apoio, onde podemos escutar os moradores gritando “Força Wuhan” de dentro de suas casas. Uma vez que as ruas estão quase desertas e sem muitos carros e pessoas circulando (os poucos que estão nas ruas são aqueles que tentam levar comida e mantimento para as pessoas em veículos de carga), é possível ouvir tais gritos de solidariedade ecoando pelas ruas da cidade quase fantasma.

Aquelas pessoas que saem das suas casas são submetidas a diferentes verificações e controles sanitários, onde um desses exames é a medição de temperatura dos cidadãos através de um escâner.

Além disso, nos hospitais, podemos ver de forma clara a situação em que se encontram os médicos, que até mesmo quando precisam tirar uma pausa para comer, almoçam de pé e vestindo o uniforme especial contra contaminação, para seguir ajudando aos enfermos e a todos que necessitam nesse período de grave crise sanitária.

Infelizmente, as fotos e vídeos mostram que este é um cenário nada alentador. A moral da população de Wuhan está baixa e as pessoas podem se sentir um pouco mais desesperadas. Porém, ao que parece, os cidadãos da cidade do epicentro do Coronavírus não perdeu a esperança.

Por isso, cabe a nós demonstrar um pouco de amor e solidariedade nas redes sociais. Isso é o mínimo que podemos fazer nesse momento.


Compartilhe