Compartilhe

O Realme C2s é um smartphone de entrada que foi anunciado na Tailândia, mas não sabemos se ele vai se transformar em um modelo internacional. É um clone do Realme C2, oferecendo tela LCD, processador MediaTek e grande bateria.

 

 

Realme C2s: principais características

O novo Realme C2s chega ao mundo com uma tela IPS LCD, que cada vez mais cai em desuso no mercado mobile, com dimensões de 6.1 polegadas (HD+, 19.5:9, 1560 x 720 pixels) com o notch em forma de gota na sua parte superior. A frontal recebe um revestimento de cristal 2.5D para oferecer um relevo.

Seu processador é o Helio P22, trabalhando com a GPU PowerVR GE8320, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 128 GB). Ou seja, valores muito básicos para 2020, e pensados em usuários com necessidades realmente básicas no dispositivo.

Nas câmeras, o Realme C2s conta com um sensor principal traseiro de 13 MP, acompanhado do sensor secundário de 2 MP para as leituras de profundidade. Ou seja, ao menos você tem o modo bokeh nesse smartphone, além de alguns outros adicionais de software graças ao Chroma Boost que o fabricante colocou no aplicativo. Na câmera frontal, encontramos um senosr de 5 MP para as selfies.

O modelo abriga uma bateria interna (e não removível) de 4.000 mAh (sem carga rápida), além de oferecer o 4G dual, WiFi, Bluetooth e GPS. Chega com o Android 9 Pie com o ColorOS 6.0.

 

 

Vale a pena?

E é isso. Não tem muito mais o que dizer sobre o Realme C2s além disso. Uma breve apresentação de um smartphone de entrada para quem tem necessidades básicas. Não sei se alguém vai sair correndo para importar o dispositivo, considerando que o Brasil tem dispositivos com especificações semelhantes ou melhores. Mas o seu preço é bem reduzido, e esse sempre é um apelo a ser considerado. Especialmente em mercados como o da Tailândia (ou no Brasil também).

O Realme C2s tem preço inicial sugerido de 39 euros (já convertidos).

 

Via Gizmochina


Compartilhe