Compartilhe

Quando eu digo que o segmento que mais investe em tecnologia no mundo nos últimos tempos é o da pornografia, as pessoas ficam chocadas. Mas é a mais pura verdade. Quando descobrimos que esse setor está avançando no uso da realidade virtual e até nas criptomoedas, as minha teoria está mais do que confirmada.

Agora, sabemos que o popular site de entretenimento adulto YouPorn está lançando um novo aplicativo para visualizar conteúdos de uma forma mais rápida e segura para os seus usuários. A proposta da empresa é centrada nos dispositivos móveis, e promete três coisas: ser mais seguro, ter um menor tempo de carga dos vídeos e não deixar marcas incômodas para os usuários.

Com tal tecnologia, os usuários do YouPorn não apenas poderão obter um acesso mais rápido e conveniente aos vídeos do site, mas também contarão com uma forma mais segura e privada de explorar os conteúdos utilizando tecnologias abertas.

Isso mesmo, amigo leitor: depois da realidade aumentada e das criptomoedas, o mundo p0rn está abraçando o código aberto, algo que algumas empresas poderosas (aka Microsoft) repudiavam há uns 10 anos atrás.

Em troca, o YouPorn promete uma velocidade 50% maior no carregamento dos vídeos. É claro que esse resultado vai depender da velocidade da internet do próprio usuário, mas pelo menos os seus servidores não vão travar tanto durante a reprodução de vídeos. Mesmo assim, o aplicativo ainda conta com ferramentas de filtragem e listas de reprodução personalizadas.

Tal e como você faria no Spotify ou Netflix, mas com conteúdos adultos.

O aplicativo não está disponível para download direto na App Store ou na Play Store. Os usuários interessados em testar o aplicativo do YouPorn devem clicar nesse link. Para os usuários do iPhone, é preciso utilizar o Safari para que o aplicativo seja carregado no lugar do Chrome ou em outros navegadores compatíveis.

De qualquer forma, a sua navegação ainda não é anônima, e você deixa indícios que visitou o site. Se você se incomoda com o seu histórico de navegação, considere utilizar a opção de navegação privada, que será ainda menos detectável nas próximas versões do Chrome.

E divirta-se!

 

Via Mashable


Compartilhe