Compartilhe

A única unidade conhecida do Nintendo PlayStation foi leiloada pela “módica” quantia de US$ 360 mil. Esse protótipo lendário foi que deu origem ao PlayStation, e é fruto de uma parceria mal sucedida entre Sony e Nintendo.

No começo da década de 1990, o Super Nintendo dominava a guerra de consoles na época. Então, a Nintendo uniu forças com a Sony para potenciar o seu console com uma unidade de CD. A parceria resultou no protótipo do Nintendo PlayStation, e como as duas empresas não se entenderam, ao Sony decidiu seguir carreira solo, lançando o PlayStation, enquanto que a Nintendo seguiu apostando nos cartuchos, com o Nintendo 64.

Então, o Nintendo PlayStation virou uma lenda urbana, até que a única unidade conhecida desse protótipo começou a passar de mão em mão: do presidente da Sony Computer Entertainment America para um comprador que pagou por ele apenas US$ 75 em um leilão, para anos depois ele decidisse exibir o raro console em eventos relacionados com o mundo dos videogames.

Desde 2015, o especialista no mundo gaming Ben Hack trabalha para colocar o Nintendo PlayStation em funcionamento, algo que ele conseguiu, exceto em alguns detalhes que não funcionaram de jeito nenhum. Ele registrou o feito em seu canal no YouTube, em uma série de vídeos.

Porém, seus proprietários não queriam jogar com o videogame, mas sim obter um lucro gigantesco com aquela raridade. E no final do ano passado, alguém chegou a oferecer nada menos que US$ 1.2 milhão pelo Nintendo PlayStation.

E os proprietários do console recusaram a oferta, que aconteceu no começo de fevereiro!

Para corrigir o erro (grosseiro, na minha opinião), os proprietários do Nintendo PlayStation abriram um leilão do console no final de fevereiro, com lance inicial de US$ 15.000. Pois bem, o leilão terminal com o valor de US$ 360.000, que são mais realistas para o produto em questão e nada depreciáveis para qualquer pessoa. Mas considerando que eles disseram NÃO para US$ 1.2 milhão, é fácil compreender por que eu disse que o erro foi grosseiro.

Agora, com a venda do console, uma pergunta gira na cabeça de muita gente…

 

 

 

Quem comprou o Nintendo PlayStation?

 

Não é qualquer pessoa que conta com US$ 360 mil sobrando na conta bancária para comprar um videogame que nem chegou ao mercado e tem, pelo menos, 27 anos de vida (e é tudo isso que torna o Nintendo PlayStation algo muito especial para qualquer fã de videogame).

Logo, alguns rumores e teorias conspiratórias rapidamente apareceram na internet, na tentativa de descobrir quem foi que arrematou o produto em questão. E um dos rumores mais ventilados na web foi que o autor da oferta final pelo Nintendo PlayStation teria sido ninguém menos que Palmer Luckey, o fundador do Oculus VR.

Porém, a Forbes revelou a verdadeira identidade do comprador misterioso, e o nome não era o de Palmer: quem arrematou o Nintendo PlayStation no leilão foi Greg McLemore, fundador do controverso site Pets.com, um dos sites que fizeram parte da “bolha do ponto com” no final da década de 90 que quase fez com que a bolsa de valores dos Estados Unidos entrasse em colapso, ao ver os valores desses sites e domínios disparando de forma desenfreada.

Em algum momento no passado, a Amazon comprou o projeto do Pets.com na íntegra, e Greg virou um milionário da noite para o dia, e isso permitiu que ele gastasse o seu dinheiro em coisas chamativas, extravagantes e muito raras, como é o caso do Nintendo PlayStation.

Mas Greg não é apenas um milionário excêntrico gastador. Ele também é fundador do Arcade Museum, e o item que ele acabou de comprar certamente vai fazer parte do seu acervo digital.

Que ele faça bom uso desse videogame.

 

 

 

Via Engadget, Kotaku, Nintendo Life, Forbes


Compartilhe