TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Quatro premissas do Apple Watch que você precisa conhecer | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Relógios Inteligentes (Smartwatches) | Quatro premissas do Apple Watch que você precisa conhecer

Quatro premissas do Apple Watch que você precisa conhecer

Compartilhe

650_1000_67544-hero_large

Ainda faltam algumas semanas para o Apple Watch chegar ao mercado dos EUA, mas a gigante de Cupertino já tornou público o beta do WatchKit, que junto da documentação para desenvolvedores, revela pelo menos quatro características que você precisa saber antes de tirar o cartão de crédito da carteira e comprar o seu.

 

O Apple Watch não é para ser utilizado sem o iPhone

650_1000_apple-watch-faces-and-apps-1

Até que a Apple permita que aplicativos de terceiros possam ser executados diretamente no relógio (algo que só deve acontecer no final de 2015), os aplicativos vão executar ‘de verdade’ no iPhone, e seus resultados enviados para o relógio.

O lado positivo disso é que o desempenho geral do relógio é otimizado. O lado negativo é que a dependência do iPhone é total. Ou quase, já que a Apple não se posicionou em definitivo sobre essa questão.

Ainda está por decidir se esse formato de funcionamento do smartwatch da Apple vai se manter, quando os aplicativos nativos chegarem. Então, comprovaremos se o movimento da Apple é manter atualizado o Watch via iPhone, ou se com o tempo eles vão renovar também os apps no próprio relógio.

 

Duas resoluções que a Apple chama de Retina

650_1000_image

A Apple chama de Retina até as telas do Apple Watch. A documentação do kit de desenvolvimento cita duas possíveis resoluções: 272 x 340 pixels para o modelo menor, e 312 x 390 pixels para o modelo maior. Essas resoluções entregam uma densidade de pixels de 302 e 291 pixels por polegada (acima e abaixo dos 300 ppp, que é o que a Apple considera como resolução Retina), a média que encontramos nos smartphones top de linha. Para um relógio, é uma resolução excelente.

A Apple também vai permitir que os desenvolvedores trabalhem com resoluções maiores, abrindo a possibilidade para futuros smartphones com telas maiores. O que o Watch da Apple fará e reajustar para as resoluções atuais.

 

Três tipos de extensões

captura_de_pantalla_2014-11-19_a_las_9.56.02

Uma vez que não haverá (por enquanto) aplicativos de terceiros no Apple Watch, a Apple definiu três tipos de interação com essas extensões, que se reproduzem na tela do relógio. Nada novo em relação ao que temos no Android Wear.

A primeira é a Glances, e são as notificações habituais. A segunda também são notificações, mas com a possibilidade de interagir com elas para (por exemplo) responder uma mensagem. Por fim, é possível controlar alguns aspectos do aplicativo executado no telefone a partir da tela do smartwatch.

 

Sobre as formas de interação

650_1000_apple-watch-6_1

A Apple não quer complicar a interação com o seu smartwatch, e aposta no lógico. Por um lado, temos a coroa clássica, que liga e desliga a tela, realiza o zoom e faz deslocamentos mais precisos. Na parte to toque, os gestos não poderão ser personalizados pelos desenvolvedores, e devem se basear naquilo que a Apple manda: deslizamento para os lados, para cima e para baixo, e toques. No caso de um toque longo na tela, ele servirá para abrir um menu contextual.

Via Apple


Compartilhe