Se você já se perguntou isso, a resposta está nesse post. A Amazon vende uma infinidade de produtos, o que deixa os números um tanto quanto complexos de se localizar.

Um gráfico da ScrapeHero revela quantos produtos diferentes a Amazon vende, de acordo com um relatório de janeiro de 2017. Levando em conta que, entre 2016 e 2017 o catálogo aumentou em 8% e supondo um crescimento no mínimo semelhante (algo razoável), estamos falando de mais de 400 milhões de produtos diferentes.

A categoria com maior número de produtos diferentes é a dos eletrônicos, com aproximadamente 99 milhões de items (um quarto do catálogo total). Depois, vem a música digital (70 milhões; em 2012 estimaram 100 milhões de canções no acervo) seguida por lar e cozinha.

Curiosamente, a categoria de livros conta com “apenas” 34 milhões de títulos (e calcularam que existem entre 130 e 210 milhões, aproximadamente).

 

 

É óbvio que a Amazon não precisa ter cada um desses produtos disponíveis em estoque. Muitos deles são fornecidos por fabricantes ou editores conforme chegam os pedidos. Se gerenciar um catálogo tão variado deve ser um pesadelo logístico e informático, imagina a luta dos designers do seu site e dos seus apps para dar visibilidade para todos os itens que podemos encontrar.