Compartilhe

O PS4 chegou ao mercado no final de 2013, e o Xbox One S em junho de 2016. A diferença de tempo não influenciou no hardware, e os dois modelos contam com o mesmo nível de potência e desempenho nos jogos. E a grande pergunta é: vale a pena a compra de um deles em 2019?

Os dois podem rodar jogos da atualidade graças ao milagre da otimização. Os desenvolvedores trabalham dentro da limitação imposta pelo hardware, algo que ajuda na longevidade dos produtos.

Por outro lado, os jogos das duas plataformas começam a ficar para trás em comparação com os PCs, que contam com um hardware que podem ser atualizado ano a ano, aumentando assim a margem de melhora nos gráficos e desempenho dos jogos concebidos para os computadores.

O ciclo de vida da atual geração de consoles foi ampliado com a chegada do PS4 Pro e do Xbox One X. E quando a nova geração chegar, esses dois consoles, o PS4 e o Xbox One S ainda receberão jogos, com grandes chances de se transformarem na geração mais longeva da história.

Mesmo rodando os jogos atuais, os consoles não fazem isso em igualdade de condições. O PS4 roda em 1080p na maioria dos casos, e o Xbox One S fica nos 720p, mas com alguma resolução dinâmica que pode alcançar os 1080p.

Na prática, os consoles podem rodar jogos com qualidade de imagem equivalente a um PC gaming de entrada. O que conta ao seu favor é a sua simplicidade de uso, o suporte e até a otimização já citada.

 

 

Se vale a pena a compra do PS4 ou do Xbox One S em 2019?

 

 

É uma pergunta difícil de responder. Os dois consoles estão no final dos seus respectivos ciclos de vida, mas os dois consoles contam com um excelente catálogo de jogos, um preço razoável para o seu desempenho e as possibilidades que eles oferecem. Podem render por pelo menos mais dois anos, recebendo grandes lançamentos.

Logo, vale a pena o investimento para quem estiver consciente de tudo isso.

Leve em consideração que muitos jogos AAA e exclusivos mais importantes estarão disponíveis para os dois consoles e com preços muito baixos, o que é um argumento sempre bem vindo para quem gosta de ter uma coleção de jogos em casa.

Os consoles ainda marcam o desenvolvimento dos jogos atuais, e isso não deve mudar, nem a longo prazo. Os exclusivos AAA nos PCs estão em extinção, e as melhorias gráficas se limitam a resolução, texturas, sombras e alguns efeitos.

É claro que existem diferenças que vão além do plano técnico entre o PC e os consoles, e cada plataforma tem suas vantagens e desvantagens. Mas o setor gaming tenta reforçar o valor dos consoles nesse momento.


Compartilhe