Compartilhe

Admitir o erro e a vergonha é sinal de melhora interior. Pois bem, Dj Koh, o principal executivo da Samsung, falou recentemente sobre o difícil começo do Galaxy Fold, e sobre o futuro da telefonia móvel.

Koh admitiu que o lançamento do smartphone aconteceu antes que o dispositivo estivesse pronto, e reconheceu que “isso foi vergonhoso; eu lancei o dispositivo antes que ele estivesse pronto”. Palavras de DJ Koh.

O executivo pediu desculpas em nome da Samsung pelos primeiros problemas experimentados pelo Galaxy Fold: “Admito que perdi algo sobre os smartphones dobráveis, mas estamos em processo de recuperação”, explicou Koh.

Koh também acredita que a empresa já identificou todos os problemas presentes no produto: “Atualmente, estão em testes mais de 2.000 dispositivos em todos os aspectos. Definimos todos os problemas. Alguns problemas que nem sequer pensamos, mas graças aos nossos revisores, os testes em massa estão em curso”.

 

 

O apressado come cru. Então, a Samsung está comendo cru há muito tempo…

 

 

Já a diretora de estratégia de marketing global da Samsung, Stephanie Choi, sugere que os problemas com o Galaxy Fold não aconteceram apenas por causa da impaciência de Koh, mas sim por conta de uma re-estruturação da empresa que está acontecendo há mais de 25 anos.

Uma das características da ‘nova iniciativa de gestão’ era ‘mudar tudo’, e foi isso que levou a Samsung a entrar no impaciente negócio da telefonia móvel. Outra característica adotada foi a ‘faça o que você não pode’.

Palavras de Choi:

“Acreditamos que criamos o que não se pode criar, e fazemos o que não se pode fazer. Infelizmente, isso (o problema do Galaxy Fold) faz parte às vezes desse processo.”

A Samsung parece ter pensado nos últimos meses redesenhando detalhes considerados essenciais do dispositivo, mas a comunicação sobre o atraso do seu lançamento ofereceu mensagens inconsistentes.

Há duas semanas, o vice-presidente da Samsung, Kim Seong-cheol, disse que o produto “estava pronto para chegar ao mercado”, mas agora Koh quer que os consumidores “nos deem um pouco mais de tempo”, pois o smartphone vai chegar “no seu tempo certo”.

A Samsung precisa se decidir, e tomar as decisões certas. Não podem falhar no Galaxy Fold. Caso contrário, será um desastre enorme.

 

Via The Independent


Compartilhe