TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que você deve evitar recarregar a bateria do smartphone em 100% o tempo todo | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Por que você deve evitar recarregar a bateria do smartphone em 100% o tempo todo

Por que você deve evitar recarregar a bateria do smartphone em 100% o tempo todo

Compartilhe

O ser humano acaba absorvendo hábitos com o passar do tempo. E é difícil se livrar das rotinas que passamos a vida repetindo todos os dias ou semanas. E não é de hoje que estou alertando aos leitores do TargetHD.net que estamos carregando a bateria dos nossos smartphones da forma errada.

Ou deixamos o telefone carregando ao longo da madrugada, ou o dispositivo fica recebendo energia até alcançar os 100% de carga. Não devemos fazer isso, em nome da longevidade da própria bateria.

Porém, ninguém explicou de forma racional por que não devemos carregar o smartphone até 100% em todos os ciclos de recarga. E é osso o que vou fazer neste post.

 

 

 

Por que 100% não é tão bom neste caso?

Carregar a bateria de um smartphone não é um processo de “tudo ou nada”. O que quero dizer com isso? Quero dizer que você nem deve deixar a energia do telefone se esgotar por completo, nem deixar que a mesma alcance os 100% do processo.

Existe um limite de recarga para que a saúde da bateria se mantenha em dia pelo maior período de tempo possível. E muitos especialistas (eu, inclusive) recomendam que você desconecte o carregador do telefone quando a recarga alcançar pelo menos 80% para obter o melhor desempenho possível a longo prazo.

Se você precisa de um pouco mais de carga para um dia de trabalho, deixe o telefone carregado em até 90%, no máximo.

O procedimento faz parte dos novos tempos, acredite. No passado, as baterias contavam com o famigerado “efeito memória“, onde carregar o telefone de 1% até 100% faziam com que a mesma começasse a “esquecer” a sua real capacidade máxima.

Porém, as atuais baterias de íons de lítio não precisam ser carregadas em 100%, e por um único motivo: esse procedimento acaba estressando a bateria, pois a maior tensão é produzida quando o componente é carregado ou descarregado por completo.

Neste caso, é melhor deixar que a bateria seja descarregada de forma parcial e carregá-la novamente ao longo do dia, quando for necessário. Para reduzir o estresse e o envelhecimento natural do componente.

Tá. Eu sei que neste momento você está se perguntando…

 

 

 

Mas… eu posso carregar a bateria várias vezes em um dia?

Na verdade, pode sim. E, para evitar a degradação da bateria ao longo do tempo, é o recomendado.

Sabe esse seu hábito de deixar o smartphone carregando durante a madrugada? Então… esqueça isso! É menos pior para a saúde da bateria carregar o smartphone várias vezes ao longo do dia.

Uma vez que a recarga chega aos 100%, o telefone começa a fazer pequenas cargas lentas, já que a bateria vai perdendo milésimos de porcentagem e, por conta disso, sai desses 100% e, de forma inevitável, o carregador volta a entrar em ação para completar essa carga.

Por conta disso, vale a pena deixar a bateria sempre acima dos 20% (pelo menos) e, de vez em quando, deixar a mesma descarregar por completo para calibrar os identificadores.

Não seguir esses conselhos pode fazer com que a sua bateria se esgote mais rapidamente. Sem falar em outros fatores externos, como usar um carregador de baixa qualidade ou deixar o dispositivo passar por grandes variações de temperatura.

No final das contas, as baterias de smartphones contam com uma vida útil, que pode ser maior ou menor, dependendo do comportamento que você vai adotar no dispositivo. O fim é inevitável e, em algum momento, ela não vai render a mesma coisa que rendia no primeiro dia de uso (e quando isso acontecer, você ainda tem a alternativa de trocar a bateria do telefone).

Mas você pode evitar que o fim aconteça antes do necessário com os procedimentos indicados neste post.


Compartilhe