Os preços das memórias RAM estão mais elevados hoje. Bem mais elevados. E não é por acaso.

Mas é mais fácil explicar por que a RAM era tão barata no passado. Antes, muitos fabricantes produziam essas memórias, e isso resultava em uma queda de preço significativa entre os fabricantes. Nem todas as marcas seguravam a onda, e algumas delas abriam falência.

Quando uma empresa falia, entrava a outra e a absorvia, deixando o mercado de memórias cada vez menor. Sem falar que esses fabricantes não investem em novas fábricas.

Em resumo, hoje só temos três fabricantes de RAM, e a procura por esse componente é alta. Quem ficou só se preocupa com o lucro, e não com a sua sobrevivência.

Por exemplo, a Intel tem margens de lucro de 65%, e a Micron está na casa dos 58%. Nunca lucraram tanto com RAM.

 

 

Ou seja, diante desse cenário, os preços estão “dentro da normalidade”. E quem tem dinheiro que pague com isso.

Provavelmente os preços não voltarão a descer, a não ser que um novo fabricante entre nesse mercado. Quem sabe uma empresa chinesa. Muito se fala sobre essa possibilidade, mas até agora, isso não aconteceu.

E vamos seguir pagando preços absurdos por esse componente.