Por que o Windows 10X foi adiado para 2021?

Compartilhe

Mary Jo Foley, a guru especialista em todos os assuntos relacionados à Microsoft, publicou no site ZDNet que os dispositivos com Windows 10X como o Surface Neo da própria Microsoft ou de terceiros como o Galaxy Book S da Samsung só serão lançados em 2021.

E se você pensa que a culpa para esse atraso é única e exclusivamente por causa da pandemia que assola o mundo nesse momento… pense duas vezes.

 

 

 

A culpa é de algo que a Microsoft quer se livrar faz tempo

 

 

O Windows 10X foi desenvolvido pela Microsoft para gerenciar dispositivos com formados dobráveis, com tela dupla ou telas flexíveis. O Surface Neo era o mais interessante desses dispositivos, se apresentando com um tablet com duas telas muito versátil.

A importância do Windows 10X não se confirma apenas pela otimização para os dispositivos dobráveis, mas também porque é a primeira versão do projeto Windows Core OS, um desenvolvimento que tem tudo para ser o futuro dos sistemas operacionais da Microsoft em um conceito de estrutura de programação modular como principal característica.

É claro que a pandemia tem a sua dose de culpa, já que vários eventos de lançamento de produtos e serviços e projetos relacionados com a indústria de tecnologia foram temporariamente suspensos ou definitivamente cancelados. Porém, Foley revela que o outro motivo para o Windows 10X atrasar é porque o sistema ainda não está pronto para chegar ao mercado, em um âmbito tão importante como é o da execução de aplicativos.

A Microsoft está tentando evitar fiascos como foi o Surface RT, e precisamos lembrar que o Windows 10X vai executar de forma nativa aplicativos universais (UWP) e aplicativos progressivos, além dos app com Win32 utilizando tecnologias de virtualização. E é aqui que está o problema.

Este suporte para o Win32 (algo que a Microsoft pensa em eliminar há muito tempo) é o tal elemento que ainda não está pronto. Leve em consideração que cada aplicativo desse tipo vai executar em uma área do sistema operacional, ficando assim isolado do sistema operacional central, e isso pode resultar em problemas de desempenho se a otimização não for bem feita. E a Microsoft precisa resolver esse problema com o software para Windows.

 

 

De acordo com a matéria assinada por Foley, Panos Panay (diretor de produto da Microsoft), informou para os seus funcionários que o Surface Neo não será lançado em 2020, tal e como previsto. Além disso, a Microsoft vai bloquear o lançamento dos demais dispositivos com Windows 10X dos seus parceiros (Samsung, ASUS, Dell, HP, Lenovo, entre outros) que estão desenvolvendo dispositivos com tela dupla ou flexíveis, baseados nesse sistema operacional.

Ou seja, o problema aqui não está no hardware, nem na pandemia. Está no software.

Já o Surface Duo com Android, o outro dispositivo dobrável com tela dupla da Microsoft, está com o seu lançamento previsto e programado para o final de 2020… por enquanto.

 

 

Via ZDNet


Compartilhe