Manda quem pode, obedece quem tem juízo. A Samsung pediu ao iFixit que o teardown (ou processo de desmontagem) do Samsung Galaxy Fold fosse removido do site especializado nesse processo de análise. O teste revelava um dispositivo muito frágil, com uma nota 2/10 na taxa de reparação, algo que aparentemente a gigante sul-coreana não gostou.

O iFixit é conhecido pelos fãs de tecnologia por causa dos seus detalhados processos de desmontagens dos dispositivos mais relevantes do mercado, e o site conseguiu através de um parceiro a unidade desmontada, e só assim conseguiu realizar a análise antes da sua chegada ao mercado.

Mesmo sendo uma unidade de teste, a Samsung parece querer atenuar a má publicidade que a publicação do iFixit pode fazer ao dispositivo. O teste durou dois dias online antes de ser retirado. Mas a Samsung sabe muito bem que “uma vez na internet, sempre na internet”.

O iFixit deixou claro que recebeu a sua unidade do Galaxy Fold “de um parceiro de confiança”, e também enfatizou que foi a Samsung que solicitou através do mesmo parceiro que o site retirasse a avaliação.

 

 

Por que o iFixit retirou a publicação?

 

Embora o site afirme que não tem qualquer obrigação legal de remover o teste, ele fez isso. Aparentemente, o motivo foi em respeito ao parceiro. Porém, a desmontagem voltará ao site assim que o Galaxy Fold chegar ao mercado.

Sobre o que motivou a Samsung, é possível especular. Primeiro, para apagar a má publicidade ao dispositivo, já que expõe muitas de suas fragilidades. Depois, o parceiro que forneceu o dispositivo pode ter violado o contrato com a fabricante sul-coreana.

No final das contas, quem fica mal na foto é a Samsung. O processo de desmontagem do iFixit expôs as fragilidades de um dispositivo que deveria chegar hoje ao mercado internacional. A divulgação negativa sobre o produto já existe, e a decisão da empresa em retirar o teardown do ar pode piorar as coisas.

 

Via iFixit