Compartilhe

Muitos de vocês que acessam o TargetHD.net todos os dias não se lembram disso, mas vale a pena falar desse software.

Lembra do tempo em que você chegava em casa correndo da escola, ia direto para o computador apenas para ver as mensagens que os seus amigos enviaram para você no mundialmente conhecido MSN Messenger? Mesmo que sejam amigos que você acabou de encontrar na escola?

Algo absolutamente normal. Afinal de contas, se o seu crush estava online, talvez esse seria o melhor momento para falar com ele ou ela. Ou que tal atualizar o seu status com alguma indireta? Aliás, naquela frase poderia escrever qualquer coisa.

Sim… o MSN Messenger era o número um. Até que um dia deixou de ser.

O MSN Messenger se foi, deixando para trás uma série de lembranças em muitos internautas. Se bem que uma coisa era pura verdade: aquelas crianças e jovens que usavam o software já eram bem mais velhos quando o aplicativo desapareceu. Muitos deles o abandonaram por outras alternativas e as novas gerações nunca se interessaram muito pela ferramenta.

 

 

Por que o MSN Messenger desapareceu?

 

 

O MSN Messenger morreu em 8 de abril de 2013, e as causas da morte são várias. Talvez o principal motivo é o fato do mensageiro se tornar antiquado e fora de moda, sem qualquer condição ou vontade de competir com as emergentes redes sociais e aplicativos de comunicação instantânea, como Facebook e Twitter (nas redes sociais), e muito menos com o WhatsApp e o Skype em nossas vidas.

O que para muitos foi o primeiro aplicativo de mensagens (ele e o ICQ, mas o IRC veio antes) sucumbiu também com a chegada dos smartphones, que trocavam mensagens via SMS de graça (em vários países), o que fez com que ninguém precisasse do Messenger.

Em resumo: tudo isso fez com que a Microsoft decidisse fundir o MSN Messenger com o Skype (quando a gigante de Redmond comprou o segundo app de mensagem). Hoje, você pode acessar o Skype com o seu e-mail @hotmail.com (para quem ainda não tem uma conta de e-mail como essa, é só criar). E, ainda assim, nem o Skype conseguiu ser aquilo que o MSN foi nos seus anos de glória.

Sim… sentimos falta do MSN Messenger. Mas sua lembrança vale mais para o que ele significou para nós nos tempos de juventude do que pela plataforma em si.


Compartilhe