TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Por que o Google não quer os aplicativos que gravam chamadas telefônicas na Play Store? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Por que o Google não quer os aplicativos que gravam chamadas telefônicas na Play Store?

Por que o Google não quer os aplicativos que gravam chamadas telefônicas na Play Store?

Compartilhe

O Google decidiu que não vai mais aceitar aplicativos que gravam as chamadas telefônicas na Play Store, colocando fim a uma era de produção de provas sem o consentimento da outra pessoa, ou da coleta de informações de atendimento ao cliente que podem ser úteis para o Procon no futuro.

Na prática, o que o Google quer é eliminar por completo a possibilidade de gravar chamadas nos smartphones Android. Não sabemos se essa política vai se estender para os parceiros da empresa que fabricam telefones com o seu sistema operacional, pois bem sabemos que algumas empresas colocam o recurso de gravação de chamadas em interfaces customizadas.

Neste post, vamos entender por que o Google decidiu eliminar o recurso de gravação de chamadas telefônicas do Android, apesar do motivo aparentemente ser óbvio.

 

 

 

Por que o Google está acabando com a brincadeira?

Boa parte dos usuários não está feliz com a decisão do Google, pois o recurso de gravação de chamadas pode ser bem útil em situações muito específicas.

Por exemplo… quem é que consegue decorar ou anotar a tempo aquela sequência de 15 números que o atendimento eletrônico da Claro/NET passa para o cliente durante o atendimento?

O problema é que nem todo mundo tem o bom senso de só usar a gravação de chamadas telefônicas de forma lítica. Muitos casos de invasão de privacidade são detectados de tempos em tempos, e o Google não quer ter problemas no futuro ao ser envolvido de forma direta com essa prática.

Por outro lado, também existe uma explicação técnica para a decisão do Google. Para começar a entender esses motivos, é preciso ter em mente que os apps de gravação de chamadas se aproveitam da API de acessibilidade integrado nos dispositivos Android.

Ou seja, se um usuário de um smartphone Android possui algum tipo de diversidade funcional, o smartphone pode se adaptar para funcionar bem neste cenário. E o principal problema é que esses aplicativos de gravação de chamadas estão se valendo dessa API de forma irregular, para uma finalidade para a qual originalmente ela não foi concebida.

E o Google se cansou disso. Simples assim.

 

 

 

E agora? O que vai acontecer?

É claro que o Google também levou em consideração o fato de muitos usuários adotarem o recurso de gravação de chamadas de forma ilícita ou ilegal, tal e como já destacamos neste post. De novo: a gravação de chamadas telefônica sem o conhecimento ou consentimento da outra pessoa envolvida na conversa se enquadra no crime de violação de privacidade.

Dessa forma, o Google também se respalda de possíveis questões legais no futuro. Por outro lado, mesmo com as mudanças, muito provavelmente os desenvolvedores vão encontrar outras soluções para manter o recurso de gravação de chamadas telefônicas, principalmente nos países onde a prática é considerada legal.

Vale lembrar que o próprio Google tem um aplicativo que permite a gravação de chamadas telefônicas, mas tal recurso não está ativo em todos os países.

Vai entender…


Compartilhe