TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Por que o 4G do smartphone não funciona direito nas estradas brasileiras? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Por que o 4G do smartphone não funciona direito nas estradas brasileiras?

Por que o 4G do smartphone não funciona direito nas estradas brasileiras?

Compartilhe

Eu tenho certeza de que você já percebeu que a internet móvel 4G do seu smartphone simplesmente para de funcionar enquanto estamos nas estradas, em algumas zonas ruais ou regiões de mata mais fechada.

Isso não acontece por acaso, e muito provavelmente você já se deu conta que o sinal de internet móvel nestes locais é naturalmente mais débil que nas grandes cidades, pois a infraestrutura de rede também é mais fraca.

Pois bem, vamos avençar um pouco mais neste assunto e falar dessa deficiência de sinal com um pouco mais de detalhes, para que você possa compreender melhor o que acontece com o seu telefone.

 

 

 

Os motivos para o sinal do 4G ser tão ruim nas estradas

O principal motivo é o mais óbvio para se responder: não existem pontos suficientes de conexão, algo que pode ser traduzido como um menor número de antenas de redes 4G para estabilizar o sinal dessas redes.

É muito difícil encontrar uma estrutura de rede mais robusta nas estradas, zonas rurais ou regiões mais afastadas, e o motivo é um só: a baixa demanda desses locais. Sai caro demais para uma operadora instalar uma torre de redes 4G para atender um grupo muito pequeno de pessoas.

Além disso, existem as questões burocráticas que acabam entrando nesta equação de forma quase inevitável. As operadoras não podem instalar antenas de dados móveis à revelia, pois precisam de autorização dos órgãos governamentais que, em alguns casos, querem garantias que a instalação dessa infraestrutura não vai afetar o ecossistema do local.

No final das contas, as operadoras contam com a cobertura do sinal 4G, mas não ao acesso. No máximo podem ter um sinal que, em termos práticos, é quase inexistente em algumas regiões mais afastadas. Além disso, é preciso observar também qual é a frequência que essa internet móvel está operando. Dependendo dessa informação técnica, uma operadora simplesmente não consegue entregar o sinal da rede de dados, apenas o de telefonia celular.

 

 

 

O que deve acontecer no futuro?

É preciso levar em consideração alguns fatores.

Por um lado, as operadoras e os órgãos governamentais precisam trabalhar para acabar com esse abismo entre a cobertura e a disponibilidade de conexão de internet móvel. Tais medidas precisam alcançar o consumidor final com uma maior infraestrutura para entregar um sinal de dados móveis com maior qualidade.

Por outro lado, o 5G está chegando (finalmente) ao Brasil, e isso pode ajudar no processo de modernização dessa estrutura de internet nas cidades brasileiras. A internet com uma velocidade maior e melhor cobertura de sinal só será possível em um sentido amplo quando um número maior de torres puder ser instalado, o que pode impulsionar em partes no incremento de qualidade do sinal das redes 4G.

A evolução do 5G pode sim beneficiar as melhorias das redes 4G, de forma até curiosa. Mesmo assim, é melhor este avanço do que nenhum avanço. E é fundamental que a qualidade de internet móvel no Brasil aumente para todas as pessoas. Mesmo porque não será qualquer usuário que vai sair correndo para comprar um smartphone novo apenas para desfrutar das novas redes de internet.

E muitos usuários ainda vão depender do 4G quando o 5G chegar ao Brasil. Fato.


Compartilhe