TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que feature phones vendem bem em 2021? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Telefonia | Por que feature phones vendem bem em 2021?

Por que feature phones vendem bem em 2021?

Compartilhe

É curioso pensar que, em pleno 2021, os feature phones, aqueles celulares simples com poucos recursos avançados, ainda contam com muita procura por parte dos usuários.

A evolução tecnológica é clara, e os dumb phones do passado se transformaram em smartphones. Porém, os feature phones são uma espécie de “segunda geração” dos celulares convencionais.

São telefones básicos, com alguns recursos melhorados, para ir um pouco além do que os celulares do passado poderiam alcançar. E estão vendendo muito nos dias de hoje.

Por que isso está acontecendo?

 

 

 

Os feature phones nos dias de hoje

 

 

Quando eu digo que os feature phones são dispositivos mais avançados que os celulares, isso não é apenas um “modo de dizer”.

Esses telefones entregam um formato mais simples, com teclas físicas, formato barra ou flip (dependendo do fabricante) e câmeras que só estão ali para constar.

Por outro lado, são modelos que hoje recebem o 3G ou 4G, o que permite o uso desse celular com redes sociais como WhatsApp ou Facebook, dependendo do sistema operacional que o dispositivo entrega.

Os feature phones são muito populares em países emergentes, inclusive no Brasil, onde muitas pessoas acabam recorrendo a esse tipo de telefone para ter uma segunda opção para aquelas situações onde não queremos utilizar o nosso caro telefone principal.

Esses telefones também são perfeitos para os idosos ou usuários que só querem ter algo simples para trabalhar, ou até mesmo para as crianças se manterem conectadas com os seus pais, mas não querem investir em um smartphone caro para o filho ou o neto.

 

 

 

O efeito nostalgia

 

 

Nostalgia vende muito no mundo da tecnologia. Isso é fato. E nas vendas dos feature phones, esse fator influencia na oferta de produtos e nas vendas de dispositivos.

A Nokia recolocou no mercado celulares icônicos, como são os casos do 3310, 8110 ou 5310, com funções atualizadas como telas coloridas, player musical, loja de aplicativos e câmeras bem simples.

Agora, some o efeito nostalgia com o baixo preço, e você tem produtos que podem se vender com muito mais facilidade em 2021. Sem falar na competência do sistema operacional KaiOS, que é muito competente para aquilo que se propõe a fazer.

 

 

 

Tem futuro?

É difícil dizer.

Por mais que o artigo seja otimista, abordando o relativo sucesso dos feature phones e o seu potencial de expansão em 2021, é sempre importante lembrar que o mercado de telefonia móvel segue em constante evolução.

E isso também significa ter smartphones melhores e cada vez mais baratos.

Até mesmo nos mercados emergentes, a tendência é que esses smartphones mais básicos acabem substituindo os feature phones com o passar do tempo, até mesmo por causa do maior potencial de conectividade dos dispositivos mais completos.

Além disso, toda moda passa um dia, e a fase da nostalgia vai se esgotar em algum momento no futuro. Os nostálgicos do presente vão dar espaço para os nostálgicos do futuro, que jamais utilizaram celulares básicos na vida.

Só me pergunto se alguém aí vai mesmo querer ter um iPhone 4 reformulado para chamar de seu. Vai preferir o iPhone SE mesmo, que é a cara do iPhone 8. E isso, de alguma forma, é alimentar a nostalgia.


Compartilhe