Por que Facebook e Instagram querem esconder o número de likes? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que Facebook e Instagram querem esconder o número de likes? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Por que Facebook e Instagram querem esconder o número de likes?

Por que Facebook e Instagram querem esconder o número de likes?

Compartilhe

As redes sociais são muito úteis, mas o seu bom uso dependem do fato dos aplicativos oferecerem mais benefícios que inconvenientes. Nem tudo depende do uso que damos a essas redes. Algumas das suas características podem influenciar decisivamente na vida das pessoas, distorcendo a visão que contam delas mesmas.

Os likes no Facebook e no Instagram podem tanto estimular nosso ego e o trabalho daqueles que dependem dessa visibilidade para serem relevantes na internet. E isso acontece porque o algoritmo dessas redes sociais simplesmente decidiu assim.

 

 

O fim dos likes pode entregar relações mais saudáveis?

 

 

A estabilidade emocional dos usuários é o principal argumento para que Facebook e Instagram decidissem esconder o número de likes em suas plataformas. No lugar do número exato das interações, as pessoas só ficam sabendo que aquela postagem recebeu interações de algumas pessoas.

Por enquanto, são apenas testes “só para ver o que acontece”, e como a mudança vai influenciar no uso diário da rede social. O Facebook quer entender se a mudança vai melhora a experiência dos usuários nas plataformas.

Parte da motivação para a mudança também está na retroalimentação dos pesquisadores sobre o bem estar mental. Especialistas nessa área elogiam a mudança, entregando evidências que o fim da contagem de likes pode impactar de forma positiva na forma em que as pessoas interagem dentro das redes sociais.

 

 

Desse modo, podemos concluir que um dos principais motivos para que Facebook e Instagram queiram ocultar os likes é para construir redes sociais mais construtivas, eliminando ambientes virtuais que mais lembram uma grande luta de egos e uma competição de exposição de imagem.

No final das contas, ser um obcecado por likes nada mais é do que uma instabilidade mental, além de uma associação direta com um número tangível a um sentimento tão volúvel, permeável e intransferível como a “felicidade”. As redes sociais lançam imagens perfeitas de pessoas que dão o melhor de si mesmas.

Se as redes sociais vão conseguir mudar o paradigma atual? Isso é outra história.


Compartilhe