Por que Bella Thorne ganhar US$ 1 milhão no OnlyFans é um problema?

Compartilhe

Muita gente conhecia a Bella Thorne por ser uma estrela infantil do Disney Channel, ou pelas suas inúmeras passagens por séries televisivas. Porém, a menina cresceu, e hoje aposta pesado no entretenimento adulto. Ela, que já dirigiu um filme exclusivo para o PornHub, agora criou uma conta no OnlyFans, site muito popular para quem busca conteúdos exclusivos desse segmento mais “picante”, por assim dizer.

Porém, Bella Thorne acabou criando um problema para o OnlyFans e para os demais produtores de conteúdo dentro daquela plataforma, já que conseguiu faturar US$ 1 milhão em apenas 24 horas com sua conta. Detalhe: no momento em que esse post foi produzido, o seu perfil no site contava com 44 mensagens, 26 fotos, 8 vídeos e 3 publicações arquivadas.

Além do pouco conteúdo, seus fãs reclamam que as fotos publicadas por Thorne no OnlyFans são praticamente as mesmas que ela envia no Instagram.

E… não… nada de nudes nas fotos, o que deixa a coisa ainda pior para os fãs da moça.

 

 

 

Por que tudo isso é um problema para o OnlyFans?

 

 

Um dia para Bella Thorne alcançar US$ 1 milhão, e menos de uma semana para conseguir US$ 2 milhões. É a melhor estreia do OnlyFans para uma conta que cobra US$ 20 mensais para o acesso aos conteúdos. Lembrando que o objetivo da atriz nessa iniciativa é o laboratório para um papel para um novo filme, e a atriz alega que essa é a primeira plataforma onde ela pode controlar a sua imagem por completo, sem qualquer tipo de censura ou intimidação alheia.

Porém, o que é ótimo para Bella Thorne é um enorme problema para os demais criadores de conteúdo no OnlyFans. As celebridades que decidiram entrar na plataforma estão, de alguma forma, prejudicando os profissionais do sexo mais anônimos dentro dela, prejudicando suas receitas.

Faz tempo que os profissionais do entretenimento adulto estão acusando o OnlyFans de ocultar o trabalho deles, além do fato da plataforma ficar com 20% de todo o dinheiro obtido pelo trabalho realizado por essas pessoas, e sem oferecer qualquer tipo de suporte para que eles consigam ganhar mais dinheiro.

Para piorar, com a chegada de Bella Thorne no OnlyFans, a plataforma mudou as suas políticas de pagamento, ampliando o prazo de solicitação do dinheiro recebido de 7 para 30 dias. Sem falar na queda de audiência que todos sofreram em função da presença das celebridades como concorrentes diretos.

De quebra, existem reclamações sobre insinuações de fotos que sugeriram uma condição, quando na verdade não era nada disso. Exemplo: a legenda indica que a pessoa na foto está nua, quando não está.

 

 

Tais atitudes refletem nos demais produtores de conteúdo no OnlyFans, que também acusam o serviço em modificar os valores de bloqueio e reivindicação de dinheiro no serviço.

Por outro lado, outros profissionais mais veteranos no OnlyFans defendem a plataforma, acusando os novos produtores de conteúdo em não entenderem a sua mecânica de funcionamento, ou por acharem que “basta chegar lá que o dinheiro vai cair fácil na sua conta”.

De qualquer forma, não dá para não achar impressionante o feito de Bella Thorne, que descobriu uma ótima forma de capitalizar ao abandonar de vez o rótulo de astro infantil da Disney.

Quem diria…

 

 

Via L.A. Times, Papermag, VividVivka, Rolling Stone


Compartilhe