Por que as pessoas estão abandonando o Facebook? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que as pessoas estão abandonando o Facebook? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Por que as pessoas estão abandonando o Facebook?

Por que as pessoas estão abandonando o Facebook?

Compartilhe

Por que as pessoas abandonam o Facebook?

Essa parece ser uma dúvida que fazemos de tempos em tempos quando algum conhecido na vida real decide sair da rede social mais popular do mundo. No final de 2019, o Facebook acumulou um total de 2.45 bilhões de contas ativas por mês, ou 32% da população mundial (se cada conta for um indivíduo, e bem sabemos que não é assim que funciona).

São números enormes, mas muitas pessoas estão deixando o Facebook. E quando perguntamos os motivos, as respostas são as mais diversas. Mas poucas dessas respostas estão relacionados com os escândalos recentes envolvendo a rede social.

O escândalo com a Cambridge Analytica e a demonstração explícita de pouco interesse por parte do Facebook em proteger a privacidade e os dados pessoais mostram de forma clara que a plataforma não é tão inocente quanto aparenta ser. Muito pelo contrário: os usuários deveriam saber que não existe almoço grátis, e são os dados de cada um deles o preço a ser pago para usar a plataforma.

Mesmo assim, existem dados estatísticos e de opinião que demonstram claramente que os motivos para uma pessoa abandonar o Facebook são os mais diversos, mas não envolvem necessariamente os escândalos de privacidade.

 

 

Motivos bem diferentes de dados vazados

Por exemplo, em 2018, foi realizado uma enquete nacional nos Estados Unidos, onde 9% dos participantes eliminaram a sua conta do Facebook. Um estudo paralelo revelou que 35% dos participantes nesse momento gastavam menos tempo dentro da plataforma, mostrando um reflexo de clara inclinação das pessoas em abandonar a dependência da plataforma e da internet como um todo.

Em outro especto, um artigo publicado no The Conversation que também questiona por que as pessoas estão deixando o Facebook (e o que esse abandono fala sobre o futuro das redes sociais) assinado por Mark Whitehead, narra a crônica do indivíduo entre suas redes de contatos que eliminaram as suas contas da rede social.

Nisso, ele descobriu que temas como o da Cambridge Analytica e a privacidade da informação não contam com tanto peso na decisão de encerramento de conta. Por outro lado, a saturação de informação, ter muitos contatos para interagir e o temor pelas repercussões de publicações mais antigas seriam os principais motivos para sair da plataforma.

 

 

Conclusão

A tendência de abandono do Facebook é cada vez mais clara, mas não estamos diante de uma debandada em massa das plataformas. Apenas 9% de usuários saindo da rede social em um ano é um número muito pequeno em comparação com os diversos usuários que estão entrando na mesma plataforma, nesse momento.

De qualquer forma, os fatos estão aí, e as pessoas estão mais ou menos conscientes desses fatos. É importante que cada usuário fique ciente do que pode ser feito com os seus dados e, principalmente, que o Facebook usa os seus dados da forma que quiser, sem o seu consentimento prévio ou autorização.

Logo, não existe muito espaço para reclamação no futuro, caso os problemas venham a aparecer. E, pelo histórico das empresas envolvidas, os casos de violação de privacidade e vazamento de dados envolvendo o Facebook não vão terminar tão cedo.

O tempo vai dizer.

 

 

Via Statista, Business Insider, The Conversation


Compartilhe