Por que a Netflix está mais cara justo agora? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Análises e Reviews | Por que a Netflix está mais cara justo agora?

Por que a Netflix está mais cara justo agora?

Compartilhe

Eu sei. É difícil explicar o que aconteceu aqui. Mas vamos tentar.

Na semana passada, muitas pessoas foram pegas de surpresa com a notícia do aumento das mensalidades da Netflix no Brasil em até 22%. Isso aconteceu em um momento onde outras plataformas de streaming estão aparecendo no mercado, e com valores muito mais competitivos que o até então serviço líder dentro do segmento.

A Netflix usa como principal argumento para o seu aumento nas mensalidades a sua política de reajuste bianual de preços dos seus serviços. Porém, essa pode ser uma explicação simplória e não convincente para muita gente.

Por isso, este post tenta dar uma resposta mais elaborada e racional par a complexa questão.

 

 

 

Show me the money, bitch!

 

 

Tudo nesse mundo é dinheiro, e a Netflix não vive de interações engraçadalhas nas redes sociais. E eu sei que você já deve saber disso, mas acho importante reforçar tal detalhe, já que alguns internautas simplesmente ignoram essa premissa.

Caso você ainda não sabe, a Netflix como conhecemos hoje, atuando na área de streaming, só agora está dando algum lucro real. A empresa passou anos vivendo de investimentos que geraram prejuízos diretos, por conta da necessidade de realizar produções originais e fechar acordos de distribuição de conteúdo de outras produtoras.

Agora, some isso à crise global, variação do dólar e as demais produtoras criando as suas próprias plataformas de streaming, e temos o cenário de hoje: a Netflix perdendo assinantes, usuários que abraçaram outras plataformas, produtos de terceiros ficando cada vez mais caros, e investidores que não viam a cor do dinheiro.

Os investidores iriam ganhar dinheiro em algum momento com a Netflix. O problema é que, nesse momento em que está ganhando algum dinheiro, o valor é abaixo do esperado, e tende a piorar com o êxodo de usuários no Brasil e no mundo.

E, ao que tudo indica, a única forma que a Netflix encontrou para tentar equilibrar as coisas foi aumentar a mensalidade em diferentes países considerados essenciais para a manutenção do seu negócio. E um desses países é o Brasil.

Se serve de consolo, não é apenas por aqui que o valor da mensalidade da Netflix subiu. No mundo todo isso aconteceu, e com reações semelhantes dos usuários.

E a chegada de plataformas de peso como HBO Max e Star+ não vai deixar a missão da Netflix em se manter competitiva no segmento. Ainda mais quando olhamos que o Disney+, que nem tem tanto tempo assim, já passou dos 100 milhões de assinantes.

 

 

 

A estratégia da Netflix vai dar certo?

 

 

Particularmente? Eu entendo que não. Principalmente no Brasil, onde a conta já está pesando para os usuários.

Deixando de lado a questão das produções originais que a Netflix pode oferecer (e a empresa nem está entregando séries e filmes tão bons assim ultimamente), o olhar mais simplório do usuário brasileiro médio vai ser o seguinte:

“Com o dinheiro da assinatura 4K da Netflix, posso assinar de uma vez só HBO Max, Disney+ e Amazon Prime Video, e ainda sobra uns R$ 4 para comprar pipoca.”

Ou seja, a tendência é que o número de assinantes da Netflix despenque nos próximos meses. Só vão ficar na plataforma do “tu dum” quem está com dinheiro de sobra e, definitivamente, não se importa em pagar o mesmo que um pacote completo de TV por assinatura para ter as principais plataformas de streaming do mercado.

E eu definitivamente não entendo o que se passa na cabeça dos executivos da Netflix no Brasil depois dessa decisão.


Compartilhe