TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Pessoas com baixa inteligência emocional são mais propensas às ideias de direita | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Variedades | Pessoas com baixa inteligência emocional são mais propensas às ideias de direita

Pessoas com baixa inteligência emocional são mais propensas às ideias de direita

Compartilhe

Como se precisasse da ciência para comprovar isso…

Um estudo realizado pela Universidade de Gante (Bélgica) concluiu que a direita e as suas ideias estão associadas com um determinado tipo de personalidade. O estudo liderado pelo professor Alain Van Hiel e publicado pela revista Emotion descobriu que os indivíduos com baixa inteligência emocional são mais propensos a aderirem à visão política de direita.

Com a palavra, o professor Alain Van Hiel (quero deixar bem claro que não sou eu que está falando isso…):

 

“Tenho um interesse de colocar vida na psicologia política e na ideologia política em particular. A observação que os adeptos de esquerda e direita tendem a divergir em tantas características psicológicas é algo surpreendente. (…) Muitos acadêmicos investigaram as bases cognitivas da ideologia em geral, e as atitudes ideológicas de direita em particular. No presente estudo, queríamos investigar se existiria uma relação similar para as habilidades emocionais.”

 

 

 

O que diz o estudo sobre a inclinação à direita das pessoas?

O estudo foi realizado em uma amostra de 983 universitários belgas, analisando as suas capacidades emocionais e suas capacidades cognitivas.

Os investigadores descobriram que as pessoas com capacidades emocionais mais débeis, particularmente sobre a compreensão e o manejo emocional, tendiam a obter uma pontuação mais alta em uma medida de autoritarismo de direita e orientação de domínio social.

Logo, estas pessoas poderiam estar mais de acordo com frases do tipo “o poder é da maioria” ou “a raça branca é superior a todas as outras”.

Pensamentos de direita.

Conclui o professor Van Hiel:

 

“Os resultados do estudo foram unívocos. As pessoas que respaldam a autoridade e os líderes fortes e que não se importam com a desigualdade, as duas dimensões básicas subjacentes da ideologia política de direita, mostram níveis mais baixos de habilidades emocionais.”

 

E, antes que os “especialistas políticos” que vão ler esse post no futuro comecem a me xingar ou a xingar o estudo, o próprio acadêmico enfatiza na observação que tal conclusão não pode se estabelecer como uma regra:

 

“As pessoas cognitivas e emocionalmente inteligentes também podem tomar decisões equivocadas.”

 

Insisto: nem precisava de estudo para chegar a esta conclusão. Basta olhar para o Brasil em 2019, que é bem fácil concluir o mesmo.

Para ler o estudo na íntegra, clique aqui.


Compartilhe