Todo mundo sabe que a indústria dos videogames é uma das mais lucrativas do mundo. Consegue superar o onipresente cinema (que culpa a Netflix por sua queda, e não as salas com ingressos a mais de R$ 100…). Os games atraem mais adeptos e, com eles, mais dinheiro. E isso em todas as suas sub-categorias.

Sucessos como Pokémon Go, Fortnite e Apex Legends são apenas alguns exemplos da popularidade dos games no universo mobile. Sem falar na expansão dos eSports, que devem até se tornar esporte olímpico. Outro ponto que reforça a popularidade dos videogames é a audiência no Twitch, que é gigante.

Até a Netflix já declarou publicamente que os seus principais rivais estão nos videogames nas plataformas móveis. E o volume de anúncios relevantes na Gaming Developer Conference 2019, onde até o Google se fez presente para apresentar a sua plataforma de streaming Stadia, confirma que o momento dos videogames é espetacular.

Por isso, levantamos a questão…

 

 

Qual plataforma é a mais amada pelos gamers?

 

 

Uma pesquisa com mais de 2.000 jogadores chineses e norte-americanos podem dar uma luz para uma resposta comum. Até porque estamos falando de mercados relevantes, onde os videogames lideram em vendas e usuários. E a resposta acaba variando de acordo com o país.

Nos Estados Unidos, PCs e smartphones estão empatados. Já na China, os PCs (de forma até surpreendente) continuam como lideres de mercado. Também vale a pena mostrar a diferença de uso dos consoles entre os dois países, e isso acontece muito provavelmente pelo fato da China proibir por muitos anos a venda de consoles de videogames no país. Entre as plataformas, o Android é o sistema operacional dominante, como já era de se esperar.

 

 

O estudo também mostra que um gamer de verdade gosta de ter vários sistemas ao seu dispor, e jogar em todos eles. E uma coisa muito importante que o estudo deixa claro: os usuários acreditam que o streaming de jogos é mesmo a grande aposta para o futuro, negando assim a necessidade de ter um hardware poderoso em casa, bastando apenas servidores potentes com um hardware potente e atualizável.

 

 

Nesse aspecto, a nova geração de telefonia móvel em 5G terá um papel importante. Ninguém quer ficar sofrendo com lags durante as partidas, certo?

 

Via TechAnalysisResearch