Para a Intel, o Windows 10X ainda é imaturo para dispositivos dobráveis | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Para a Intel, o Windows 10X ainda é imaturo para dispositivos dobráveis | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Para a Intel, o Windows 10X ainda é imaturo para dispositivos dobráveis

Para a Intel, o Windows 10X ainda é imaturo para dispositivos dobráveis

Compartilhe

A Microsoft e boa parte dos fabricantes tradicionais de PCs apostam que o futuro da computação e da informática passa pelos dispositivos dobráveis com telas flexíveis. O mundo dos smartphones já deixa claro que a aposta é essa, e a gigante de Redmond entende a mesma coisa. A prova disso é o Windows 10X, versão do Windows 10 com partes do sistema devidamente adaptadas para dispositivos com duas telas.

O Windows 10X foi apresentado oficialmente com a apresentação do Surface Neo, que tem previsão de chegada ao mercado para o outono de 2020 (no Hemisfério Norte), mas há quem entende que ele não está pronto para a missão de reinvenção do mercado de PCs.

A cética da vez é a Intel, que revelou a incerteza sobre o estado atual do dispositivo, onde muito provavelmente a empresa deve cancelar o lançamento de um notebook dobrável previsto para a CES 2020, por entender que o suporte do sistema operacional por parte da Microsoft é “imaturo”.

Pesado, hein?

 

 

A Intel quer dispositivos dobráveis, mas o software não a acompanha

Tanto a Intel como os fabricantes de dispositivos já estão prontos para lançar dispositivos dobráveis para o consumidor final, e demonstraram isso em diversos formatos de design e protótipos. Porém, o grande problema é que o software precisa acompanhar esse hardware, e o Windows 10 pouco aproveita uma interface mais dinâmica.

Isso já aconteceu quando tentaram colocar os tablets com o Windows 7, e bem sabemos que não deu certo. A Intel mostra os seus protótipos de dispositivos portáteis desde 2018, e afirma com todas as letras que o que atrasou toda uma indústria foi a lentidão do desenvolvimento do software por parte da Microsoft.

Esperamos a chegada de mais dispositivos dobráveis ou com tela dupla para 2020. O Samsung Galaxy Fold foi um sucesso, mas ainda não mostra todo o potencial desse formato de dispositivo para o futuro. E nem Intel, Nem Microsoft, nem os fabricantes podem apostar em vão nesse formato, arriscando arranhar a sua credibilidade.

Por outro lado, se o formato tem um claro futuro pela frente, o importante para os envolvidos é não desistir e, principalmente, organizar esse desenvolvimento para entregar produtos que realmente agregam valor ao usuário final.

 

Via Digitimes


Compartilhe