O Panasonic Toughbook FZ-N1 (MK2) é um dispositivo Android 8.1 Oreo com tela de 4.7 polegadas que conta com funções bem interessantes e diferentes, como leitor de código de barras na parte traseira e construção robusta que entrega elevada resistência.

 

 

Duro na queda, e com leitor de código de barras

É a segunda geração do dispositivo, que herda todas as principais características do primeiro modelo lançado em 2016, como o leitor de código de barras em ângulo integrado na parte traseira, o que reduz o risco de lesão pelo esforço repetitivo.

Também se destaca pelo design robusto, com certificação MIL-STD-810G, classificação IP68, resistência a quedas (a uma altura de 2.1 metros) e capacidade de suportar até 1000 pancadas a uma altura de 1 metro, além de aguentar variações de temperaturas entre -20°C e +50°C.

Sua bateria oferece entre 8 e 12 horas de autonomia e pode ser substituída com o dispositivo em funcionamento. O modelo é compatível com vários acessórios, como um lápis passivo e ativo opcional para escrever a mão e capturar assinaturas.

 

 

Tela melhor e maior desempenho

 

 

Sua tela agora é multitouch com 4.7 polegadas (HD), e teve sua visibilidade melhorada inclusive debaixo de sol forte ou de chuva, além de ser compatível com luvas e lápis ótico.

O Panasonic Toughbook FZ-N1 (MK2) já tem atualização garantida para o Android 9.0 Pie, e é equipado com processador Qualcomm octa-core (sem mencionar modelo), 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento.

Nas câmeras, temos sensores de 8 MP e 5 MP, além de porta micro USB, slot para cartões micro SDXC, dual nano SIM e Bluetooth 5.0.

O Panasonic Toughbook FZ-N1 (MK2) é denominado pela Panasonic como um handheld, e estará disponível nas versões WiFi e WiFi + 4G, e seus preços não foram revelados. Chegará ao mercado com uma garantia padrão de 3 anos de uso. A versão WiFi chega ao mercado ainda em novembro, enquanto que o modelo com WiFi + 4G só chega em janeiro de 2019.

 

Via Panasonic Business