A startup Twist Bioscience apresenta uma proposta de armazenamento de dados no DNA, em uma pequena cápsula no tamanho de uma pílula, com capacidade de armazenar todo o centro de dados do Facebook, por exemplo.

Desde 2016, a empresa trabalha com a Microsoft Research para evoluir essa tecnologia, algo bem possível com a quantidade de dados para o futuro, e com os meios atuais de armazenamento ficando obsoletos.

Uma das principais necessidades para uma maior adoção desse sistema é a redução de preços dos sistemas atuais. A prova disso é que a Twist Bioscience cobra US$ 100 mil para armazenar 12 MB de dados, ou pelo menos quatro de suas músicas favoritas (desde que uma dessas não seja ‘Faroeste Caboclo’, da Legião Urbana, é claro).

Com a melhoria das tecnologias e outros fatores, o preço pode reduzir de forma considerável, e daqui a alguns anos você só terá que pagar US$ 0,10 pelo mesmo objetivo.

Vamos ver como vai avançar essa tecnologia de genes sintéticos pensando em um sistema de armazenamento de dados seguro e duradouro.

 

Via MIT Technology Review