Compartilhe

Os padres católicos romanos estão aprendendo a realizar exorcismos através do smartphone, por conta de uma maior procura pelos seus serviços.

A prática não é algo tão estranho assim. Na verdade, é um método de exorcismo que tem o apoio de, pelo menos, um cardeal católico: Ernest Simoni, da Albânia.

200 padres estão inscritos em um curso intensivo na prática. O cardeal de 89 anos explicou que o uso do smartphone para expulsar demônios é um processo muito parecido a qualquer outro exorcismo, afirmando que o dispositivo não impede o ritual tal e como se o padre estivesse de corpo presente, através da leitura das orações apropriadas em latim.

Além dos ensinamentos sobrenaturais, os princípios básicos do uso de smartphone são passados, onde aprendemos a diferenciar uma verdadeira possessão e problemas mentais, com métodos de ação e passos apropriados para realizar o exorcismo.

Isso não significa que existam mais possessões. O que acontece é uma maior abertura na eficácia dos problemas. Por isso, esse curso existe: para melhorar o discernimento. Logo, é importante garantir que não existe um problema médico subjacente.

O cardeal responsável pelo curso afirma que nem todas as pessoas poderão efetuar um exorcismo. Somente sacerdotes com permissão ou bispo ou com uma licença especial podem tecnicamente realizar o ritual. Os demais ganham o direito de participar ao lado de um padre católico que identificou as condições adequadas para realizar um exorcismo.

 

Via Leak


Compartilhe