Compartilhe

Esse post serve para dar aquela resumida no que foi a lista de indicados ao Oscar 2020 revelada ontem (13). Entre surpresas, decepções, esquecimentos e novos recordes, tem uma coisa que ficou muito clara: a Netflix está mandando no mundo do cinema, mesmo que toda a indústria não queira admitir isso.

 

 

Netflix (e o streaming) manda na bagaça!

Seis filmes resultaram em 24 indicações da Netflix no Oscar 2020 (contando as produções que a plataforma distribui). Ou seja, Roma não foi um acidente de percurso.

Nem mesmo a Disney e todas as suas companhias que absorveu no ano passado superou a Netflix dessa vez. O Irlandês, filme de Martin Scorsese, ficou com 10 indicações, só ficando atrás de Coringa (11), que também fez história sendo o filme da DC mais indicado e o filme baseado em comics de heróis com o maior número de indicações.

História de um Casamento, dirigido por Noah Baumbach, conseguiu nada menos que seis indicações, incluindo a menção na categoria Melhor Filme. A volta triunfal de Fernando Meirelles foi confirmada com três indicações para Dois Papas (Roteiro Adaptado, Melhor Ator para Jonathan Pryce e Melhor Ator Coadjuvante para Anthony Hopkins).

Já os dois documentários American Factory e o brasileiro Democracia em Vertigem, que estão disponíveis na Netflix, receberam indicações em suas categorias. A animação Klaus também foi indicada como Melhor Longa de Animação, assim como I Lost My Body.

Independente do resultado final dos vencedores, está claro que a Netflix está ditando as regras no cinema hoje, e toda uma indústria precisa ficar de olho nisso. Deixa claro que o que manda mesmo é a qualidade final do filme, e não em onde ele é exibido.

Não importa o que vai acontecer em 9 de fevereiro: a Netflix já venceu no Oscar 2020.

 

 

Mas nem tudo se resume à Netflix no Oscar 2020

É claro que tivemos surpresas e decepções entre os indicados. Listas não deixam todos satisfeitos, mas assim é a vida. O problema é que, mais uma vez, a Academia de Hollywood faz escolhas que trouxeram controvérsias raciais e de gênero. Vejamos.

 

 

Dados curiosos

O que não foi estranho foi ver Star Wars: A Ascensão Skywalker conseguindo indicações em algumas categorias técnicas, pois apesar do filme ficar abaixo do esperado (na minha opinião), os efeitos não deixam de ser surpreendentes. Já a Marvel ficou apenas com uma indicação para Vingadores: Ultimato em Efeitos Especiais, e deve levar esse prêmio para casa baseado nos resultados dos Critic Choice Awards. Mas não foi lembrado por ser o final de um grande arco cinematográfico.

Já falamos da façanha de Coringa nesse post. Mas vale lembrar de novo que é o filme com maior número de indicações no Oscar 2020 (11), seguido por O Irlandês (10), 1917 (10) e Era Uma Vez… em Hollywood (10).

 

 

Sem surpresas, mas com alguns danos colaterais

A lista de Melhor Filme tem nomes previsíveis, baseados nas listas de indicados do Globo de Ouro e do Critics Choice. Talvez a grande surpresa é a presença de Jojo Rabbit nessa categoria, um filme que acumulou nada menos que seis indicações.

Porém, a lista deixou pelo caminho filmes ótimos como O Escândalo, Entre Facas e Segredos, Rocketman e até o nunca favorito a uma indicação O Caso Richard Jewell, já que essa poderia ser uma das últimas chances para Clint Eastwood vencer um Oscar.

O fracasso da Disney no Oscar 2020 precisa ser registrado: nenhuma de suas grandes franquias obteve uma grande indicação, e Frozen II ficou de fora da categoria Melhor Filme de Animação, deixando clara a tendência que o cinema como evento comercial e cinema em casa perdeu força entre os votantes que, pelo visto, estão do lado da visão de Scorsese, que apoiam o cinema como linguagem poética.

 

 

Um Oscar mais masculino e branco

Não há muitas variações nas categorias de direção e roteiro, onde Rian Johnson e o seu Entre Facas e Segredos é uma das grandes surpresas. Faltou o nome de Greta Gerwig em Melhor Direção por Adoráveis Mulheres, assim como Lulu Wang por The Farewell (outro esquecido em Melhor Filme), Kasi Lemmons por Harriet e Jennifer Kent por The Nightingale. Mas Gerwig co-assina o roteiro de 1917, o que pode ser considerado um alento.

Em Melhor Ator, a surpresa é desagradável. Incomoda não ver Robert De Niro na lista de indicados, naquela que poderia ser a sua última chance para vencer o Oscar. Tudo bem, mesmo que seja para perder para o Joaquin Phoenix. Mas ao menos ele deveria constar na lista. Ou será que muita gente não gostou de sua imitação de Taxi Driver em O Irlandês?

Taron Egerton, vencedor do Globo de Ouro por Rocketman, também ficou de fora. E colocaram o Tom Hanks na lista de qualquer jeito (ainda mais depois do seu discurso no Globo de Ouro). Mas chama muito a atenção a não indicação de Eddie Murphy por Meu Nome é Dolemite, o que indica que atores negros só contam no Oscar quando a conversa racial esquenta nas redes sociais, e não quando eles fazem as pessoas se divertir. Lembrando que o mesmo Eddie Murphy disse no Oscar de 1988 que esse era o motivo pelo qual ele jamais venceria um Oscar.

 

 

Viúva Negra mais do que recompensada

Eram esperadas as indicações de Scarlett Johansson por História de um Matrimônio e Jojo Rabbit. Com certeza foi uma “lei de compensação” pelo o que fizeram com ela e sua personagem Viúva Negra em Vingadores: Ultimato. Ela se torna a décima primeira atriz na história do Oscar a receber duas indicações por categorias diferentes.

Mas é mais que provável que Renée Zellweger vença por Judy como Melhor Atriz. Jennifer Lopez (As Golpistas) ficou mesmo de fora. Sim, meu povo… muita gente está falando que ela foi muito bem nesse filme, e eu tendo a acreditar que essas pessoas estão certas.

Dor e Glória foi indicado a Melhor Filme Estrangeiro e com méritos, e Pedro Almodóvar pode vencer o seu terceiro Oscar (depois de Tudo Sobre Minha Mãe e Fale Com Ela). Porém, Parasita é o favorito máximo da categoria, e deve vencer aqui porque em Melhor Direção e Melhor Filme será difícil superar Mendes e Tarantino.

Antonio Banderas recebeu a sua primeira indicação como Melhor Ator, e é o primeiro ator espanhol a ser indicado por um filme espanhol para essa categoria. Ou seka, só por isso fez história. Não deve superar Joaquin Phoenix.

 

 

Os esquecidos

A lista é considerável: Ana de Armas (Entre Facas e Segredos), Christian Bale (Ford vs Ferrari), Awkwafina (The Farewell), Zhao Shuzhen (The Farewell).

E… pasmem… Adam Sandler merecia uma indicação ao Oscar por Joias Brutas (está na Netflix: fique de olho nesse filme).

Além disso, ficaram de fora o documentário Apollo 11, A Hidden Life, de Terrence Malick, Portait de la Jeune Fille en Feu e, principalmente, todos os filmes de terror da temporada. Nenhuma menção ao brilhante Ari Aster de Midsommar, Lupita Nyong’o por Nós, Ewan McGregor ou Mike Flanagnan por Doutor Sonho, ou para Willem Dafoe por O Farol.

O Oscar 2020 acontece em 9 de fevereiro.

 

 

Lista de Indicados | Oscar 2020

MELHOR FILME
Ford vs Ferrari
O Irlandês
JoJo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
História de um Casamento
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasita

MELHOR ATOR
Antonio Banderas – Dor e Glória
Leoardo DiCaprio – Era Uma Vez Em… Hollywood
Adam Driver – História de um Casamento
Joaquin Phoenix – Coringa
Jonathan Price – Dois Papas

MELHOR ATRIZ
Cythia Erivo – Harriet
Scarlett Johansson – História de um Casamento
Saoirse Ronan – Adoráveis Mulheres
Charlize Theron – O Escândalo
Renée Zellweger – Judy: Muito Além do Arco-Íris

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Kathy Bathes – O Caso Richard Jewell
Laura Dern – História de Um Casamento
Scarlett Johansson – JoJo Rabbit
Florence Pugh – Adoráveis Mulheres
Margot Robbie – O Escândalo

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança
Anthony Hopkins – Dois Papas
Al Pacino – O Irlandês
Joe Pesci – O Irlandês
Brad Pitt – Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR ANIMAÇÃO
Como Treinar Seu Dragão 3
I Lost My Body
Klaus
Link Perdido
Toy Story 4

MELHOR FOTOGRAFIA
O Irlandês
Coringa
O Farol
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR FIGURINO
O Irlandês
JoJo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR DIREÇÃO
Martin Scorsese – O Irlandês
Todd Phillips – Coringa
Sam Mendes – 1917
Quentin Tarantino – Era Uma Vez Em… Hollywood
Bong Joon Ho – Parasita

MELHOR DOCUMENTÁRIO
American Factory
The Cave
Democracia em Vertigem
For Sama
Honeyland

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM
In The Absense
Learning to Skateboard In a Warzone (If You’re A Girl)
Life Overtakes Me
St. Louis Superman
Walk Run Cha-Cha

MELHOR EDIÇÃO
Ford vs Ferrari
O Irlandês
JoJo Rabbit
Coringa
Parasita

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Corpus Christi
Honeyland
Os Miseráveis
Dor e Glória
Parasita

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
O Escândalo
Coringa
Judy – Muito Além do Arco-Íris
Malévola – Dona do Mal
1917

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Coringa
Adoráveis Mulheres
História de um Casamento
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
Toy Story 4 – “I Can’t Let You Throw Yourself Away”
Rocketman – “(I’m Gonna) Love Me Again”
Superação: O Milagre da Fé – “I’m Standing With You”
Frozen II – “Into The Unknown”
Harriet – “Stand Up”

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
O Irlandês
JoJo Rabbit
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasita

MELHOR CURTA ANIMADO
DCERA (Daughter)
Hair Love
Kitbull
Memorable
Sister

MELHOR CURTA METRAGEM
Brotherhood
Nefta Football Club
The Neighbors’ Window
Saria
A Sister

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
Ford vs Ferrari
Coringa
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR MIXAGEM DE SOM
Ad Astra
Ford Vs Ferrari
Coringa
1917
Era uma Vez em… Hollywood

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Vingadores: Ultimato
O Irlandês
O Rei Leão
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
O Irlandês – Steven Zaillian
JoJo Rabbit – Taika Waititi
Coringa – Todd Phillips e Scott Silver
Adoráveis Mulheres – Greta Gerwig
Dois Papas – Anthony McCarten

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Entre Facas e Segredos – Rian Johnson
História de um Casamento – Noah Baumbach
1917 – Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns
Era Uma Vez Em… Hollywood – Quentin Tarantino
Parasita – Bong Joon Ho e Han Jin Won


Compartilhe