Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Os problemas que as chamadas de vídeo podem provocar na sua saúde

Os problemas que as chamadas de vídeo podem provocar na sua saúde

Compartilhe

Estamos em 2021, e tudo o que aconteceu em 2020 continua a entregar reflexos em nossas vidas. As chamadas de vídeo são uma dessas consequências, já que as necessidades de momento obrigam o uso constante desse tipo de comunicação.

Por mais que as chamadas de vídeo ajudem a encurtar distâncias, entregando uma praticidade que é fundamental para as nossas vidas seguirem em frente até que tudo encontre alguma condição de normalidade, elas também podem ser bem estressantes.

A necessidade de estar pronto e bem arrumado, mantendo uma boa aparência e um sorriso no rosto mesmo quando você não quer está deixando as pessoas doentes. E é importante abordar esse tema para ajudar aqueles que estão sofrendo os efeitos de meses com as chamadas de vídeo como parte de nossas rotinas.

 

 

 

Estabeleça filtros para reduzir o estresse

 

Nem sempre uma chamada de vídeo é necessária. Em alguns cenários, um e-mail, um telefonema ou até mesmo um áudio no WhatsApp basta. Ter esse filtro no uso de um formato de comunicação é importante para a manutenção da saúde mental das pessoas.

Porém, outros problemas associados às chamadas de vídeo podem causar estresse e cansaço nas pessoas. E é fundamental identificar os sintomas que podem apontar para esses cenários emocionais.

O problema é que, com o passar do tempo, vamos perdendo essa percepção, e ter uma ajuda para reconhecer tais fraquezas é algo importante. E esse é o principal objetivo deste post.

A seguir, destacamos alguns dos problemas que as chamadas de vídeo podem entregar para os usuários. Tais sintomas afetam de forma direta a comunicação com as demais pessoas, e podem resultar também em esgotamento, mal estar, estresse e outras consequências bem desagradáveis.

 

 

 

Fique atento aos sintomas abaixo

 

  1. Falta de sutilezas e comunicação limitada ao aspecto oral em muitas ocasiões.
  2. Problemas de imagem e som causando atenção excessiva e/ou exaustão.
  3. Monotonia diante da mesma imagem de fundo e a falta de outros estímulos.
  4. Silêncios constrangedores.
  5. Fica chateado se achar que o interlocutor não está prestando atenção suficiente.
  6. Fazer outras atividades durante as chamadas de vídeo.
  7. Estresse ao falar em chamadas de vídeo em grupo.

 

 

 

Conclusão

 

Não está fácil para ninguém. Quem não se estressou nos últimos meses simplesmente não está vivendo a realidade, mentindo para si mesmo.

É quase certo que o amigo leitor já sentiu pelo menos um dos sintomas descritos acima. Como solução, vale a pena controlar as habilidades digitais, desligar a câmera sempre que possível ou tentar ser o mais objetivo possível em sua fala.

E o mais importante: evite as chamadas de vídeo desnecessárias ou que podem ser substituídas por outros meios de comunicação.


Compartilhe