TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Os problemas ao utilizar o sistema de otimização da MIUI | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Os problemas ao utilizar o sistema de otimização da MIUI

Os problemas ao utilizar o sistema de otimização da MIUI

Compartilhe

Um dos itens nas configurações da MIUI 12 que chegam ao usuário ativos como padrão é o sistema de otimização de recursos. E a funcionalidade está configurada dessa forma em praticamente todos os smartphones da Xiaomi, Redmi ou POCO compatíveis com essa interface de usuário.

Em teoria, o sistema oferece um melhor desempenho nos smartphones com MIUI. Por outro lado, ele pode entregar problemas (e sequer resolver os outros existentes quando desativado).

Como a ideia aqui é obter o melhor desempenho possível com o seu telefone da Xiaomi e, ao mesmo tempo, driblar o maior número de problemas possível (algo bem difícil de se obter), vamos falar um pouco mais sobre o sistema de otimização de recursos da MIUI.

 

 

 

O que faz a otimização da MIUI

Os telefones da Xiaomi com a MIUI 12 ou superior contam com um sistema de otimização que promete entregar um consumo mais eficiente dos recursos de hardware e com um menor número de problemas. Porém, a funcionalidade que vem ativa como padrão pode ser desativada no modo de desenvolvedor do telefone.

Para isso, vá nos Ajustes do telefone > Meu Dispositivo > Todas as Configurações e pressione por sete vezes sobre o item Versão da MIUI. Agora, volte para a primeira tela de Ajustes e entre em Ajustes Adicionais > Opções de Desenvolvedor.

Neste item, procure por Ativar a Otimização da MIUI, e desative esse aba.

Mas… neste ponto do artigo, você deve estar se perguntando: “por que eu vou desativar um item que, em teoria, pode otimizar o desempenho do meu smartphone?”.

Se esse ajuste não resultasse em problemas de forma alguma, eu jamais estaria perdendo o meu tempo para produzir este post. Mas como estamos aqui…

 

 

 

Os problemas da otimização da MIUI (e da ausência dele)

O sistema de otimização da MIUI pode resultar em algo contraproducente em alguns aspectos, já que demanda uma excessiva quantidade de RAM para funcionar quando um aplicativo não é compatível com a MIUI, mesmo sendo um aplicativo Android qualquer.

O principal efeito colateral desse sistema problemático é o elevado consumo de bateria, em função da maior lentidão do sistema operacional. E isso pode acontecer em qualquer smartphone da Xiaomi, inclusive nos modelos de entrada, onde o problema se torna ainda mais evidente.

Desativar a otimização da MIUI pode evitar esses problemas de bateria e lentidão, mas também pode resultar em consequências negativas para o bom funcionamento do smartphone como um todo. Tais como:

  • Problemas ao receber notificações de alguns aplicativos.
  • Problemas ao gerenciar o armazenamento do dispositivo.
  • Tela piscando, especialmente em modelos com taxa de atualização de 120 Hz.
  • Poder ativar o modo Always On Display mesmo em modelos que não possuem tela de acordo com ele, o que gera mais consumo de energia do que deveria.
  • Desabilitando janelas flutuantes e respostas rápidas do sistema.
  • Incapacidade de realizar gestos do sistema em determinadas ações, como fazer capturas de tela.
  • Gerenciamento de multitarefa deficiente devido ao consumo excessivo de RAM.
  • Exibição incorreta de contatos, o desaparecimento da opção de definir toques personalizados para eles e apagões de tela durante uma chamada.

 

 

 

O que fazer então?

A Xiaomi recomenda que você deve deixar a otimização da MIUI sempre ativa, já que os problemas que você pode ter ao desativar o recurso são consideravelmente mais relevantes. Sim, é contraditório, mas é preciso fazer uma escolha neste caso.

E enquanto você lida com o elevado consumo de RAM e bateria por conta desse modo de otimização, o negócio é esperar que a Xiaomi tome providências sobre o assunto para otimizar ainda mais a otimização (peço desculpas pela redundância no texto, mas não existe forma melhor de encerrar este artigo).


Compartilhe