Compartilhe

Nesse momento, eu escrevo este post e, ao mesmo tempo, levanto a placa do EU JÁ SABIA. Ou quero acreditar que a Microsoft leu alguns dos meus posts, e entendeu o que precisava fazer para vencer na próxima geração de consoles, principalmente aqui no Brasil.

Porque todo mundo sabe que, no final das contas, o que manda mesmo para o grande público é o preço, apesar de compreender que Caixistas e Sonystas já fizeram suas respectivas escolhas, independente do preço final de cada console. De qualquer forma, para os indecisos ou para quem vai chegar agora para o mundo dos videogames de última geração, o anúncio dos preços do Xbox Series X e do Xbox Series S no Brasil marcam um ponto de inflexão em uma disputa que estabeleceu os seus parâmetros.

 

 

 

Microsoft move as peças com inteligência no Brasil

 

 

A Microsoft definiu de forma oficial os valores dos seus novos consoles Xbox para o mercado brasileiro. O Xbox Series X vai custar exatamente o mesmo que o PlayStation 5 por aqui, ou seja, R$ 4.999. Algo já esperado, pois estamos falando de produtos equivalentes.

Porém, o grande pulo do gato da Microsoft no mercado brasileiro (e, na minha opinião, em vários outros mercados internacionais) está no preço do Xbox Series S. Por aqui, essa versão vai custar R$ 2.999, e pode custar ainda menos considerando as promoções do varejo online brasileiro.

Calma… eu sei o que você quer dizer, amigo Sonysta… eu vou falar sobre as diferenças técnicas entre o Series S e o PS5 Digital Edition daqui a pouco.

O preço do Xbox Series S é competitivo, considerando o cenário atual que vivemos e o fato de ser um produto de nova geração. Não estou dizendo que é um videogame barato, pois ele não é. Mas ao menos coloca um meio do caminho para tudo, inclusive para evitar a canibalização do Xbox One (X, S, Digital Edition) no mercado brasileiro.

Assim, a Microsoft estabelece um interessante portfólio de videogames no mercado brasileiro, para alcançar públicos diferentes, com objetivos diferentes. Algo que se repete no caso dos consoles da Sony, mas com proporcionalidade menor, uma vez que a versão digital do PS5 custa apenas R$ 500 a menos que o modelo principal. A diferença entre a nova geração e o PS4 (Pro) ficou maior.

 

 

 

A diferença de potência justifica o preço?

 

 

Todo mundo sabe que o Xbox Series S é tecnicamente inferior ao PlayStation 5 Digital Edition, e por causa disso a diferença de preço é tão acentuada. E, obviamente, a diferença técnica entre o Series S e o Series X é gigantesca, principalmente no poderio gráfico. E a nova geração de consoles será marcada pelo 4K, mesmo que seja a médio e longo prazo.

Isso é algo que você precisa pensar desde já antes de fazer a escolha pela versão do videogame que você vai comprar. Investir no Xbox Series S pode significar um gasto maior no futuro para trocar esse console por um modelo que rode os jogos em 4K e, nesse caso, não é um bom negócio nos aspectos financeiros.

Por outro lado, nesse primeiro momento, não teremos muitos jogos que vão explorar todo o potencial do Xbox Series X e do PlayStation 5. Mesmo porque vamos viver uma fase de transição, com Xbox One X e PlayStaton 4 recebendo vários dos jogos que serão lançados para os títulos da próxima geração.

E aqui pode estar o grande fator que pode determinar a vitória para a Microsoft nessa geração: o preço.

O Xbox Series S tem um preço muito competitivo, considerando todo o cenário. Eu mesmo estou muito mais propenso a economizar entre R$ 1.500 e R$ 2.000 para simplesmente jogar videogame com os jogos da próxima geração, com um console com um desempenho melhor em relação à geração anterior, e depois (só depois) pensar em dar o salto para o 4K com calma.

No final das contas, o que vai mandar aqui é o preço do produto, pelo menos nesse primeiro momento. É de se esperar que a maioria dos usuários mais casuais ou que não contam com o desespero pelo 4K nesse momento vão investir o dinheiro no Xbox Series S, o que deve dar uma margem para a Microsoft obter vantagem em mercados específicos, inclusive no Brasil.

Mas… vamos aguardar. A Sony alega que foi muito bem nos primeiros dias de venda dos novos consoles PlayStation 5. É uma batalha aberta que mal começou. Porém, esse tiro da Microsoft no preço dos novos consoles pode fazer algum estrago com o passar do tempo.

 

 

Via Tecnoblog


Compartilhe