Os planos da Xiaomi no Brasil para o segundo semestre de 2019 | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Os planos da Xiaomi no Brasil para o segundo semestre de 2019 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Os planos da Xiaomi no Brasil para o segundo semestre de 2019

Os planos da Xiaomi no Brasil para o segundo semestre de 2019

Compartilhe

A Xiaomi tem muitos fãs e usuários no Brasil, e qualquer notícia relacionada à marca faz muito barulho no TargetHD.net. Agora, imagine quando o barulho é promovido pelas boas notícias relacionadas ao mercado nacional e envolvendo a marca.

Pois é exatamente isso o que esse post traz, fãs brasileiros da Xiaomi: boas notícias.

Aqui, vamos comentar alguns planos que a Xiaomi e a DL Eletrônicos anunciaram recentemente para o mercado brasileiro, assim como os futuros produtos que as duas empresas vão lançar no Brasil de forma oficial.

 

 

Os próximos produtos da Xiaomi que vão chegar ao Brasil

 

 

Vamos começar pelos novos produtos que a DL Eletrônicos vai oferecer no mercado brasileiro nos próximos meses. Começando pela smartband Xiaomi Mi Band 4, que já pode ser encontrada nos mercados alternativos, mas que se fará presente nos principais e-commerces nacionais, além de contar com a garantia e assistência oficial das duas marcas.

A pulseira fitness é o próximo produto a chegar no Brasil, e o modelo que será comercializado por aqui (muito provavelmente) será na versão internacional, que recebe o nome Mi Smart Band 4 na Europa (sem o NFC e suporte ao assistente de voz Xiao AI, como acontece na China).

 

 

Alguns outros smartphones também chegam ao Brasil nos próximos meses, como o Mi A3, o Mi 9T e o Redmi 7A. O Mi 9T possui câmera frontal retrátil, e foi homologado pela Anatel recentemente. Já o Mi A3 e o Redmi 7A ainda passam pelo processo de certificação na agência brasileira.

 

 

Os planos da Xiaomi no Brasil

 

 

A ideia é que a DL Eletrônicos assuma a fabricação de até dois smartphones da Xiaomi no Brasil. Porém, se as taxas de importação forem reduzidas (com a promessa do Ministério da Economia em zerar o imposto de importação de eletrônicos a partir de 30 de agosto), os produtos da Xiaomi continuarão a ser importados.

Outra ideia da Xiaomi é expandir a sua presença no mercado nacional entre os meses de setembro e outubro, com o objetivo de turbinar as vendas dos seus produtos durante os períodos da Black Friday e do Natal. Por enquanto, a maior parte das vendas de produtos da marca são de dispositivos conectados, e não de smartphones. E a Xiaomi quer mudar isso.

Hoje, os produtos da Xiaomi estão em alguns dos principais e-commerces nacionais e lojas físicas de alguns grandes varejistas. A DL planeja a inauguração de mais lojas físicas da marca, além da oferta dos smartphones em dua operadoras de telefonia móvel nacionais, cujos nomes não foram revelados. Sem falar na loja oficial online da Xiaomi, a Mi.com, que começa a vender dispositivos conectados no Brasil a partir de agosto.

São boas e interessantes novidades para os fãs e futuros clientes da Xiaomi. Resta saber se, com tais medidas, os preços dos seus produtos no Brasil se aproximam de uma realidade que é tangível lá fora.

Porque, sinceramente… eu ainda estou rindo dos preços dos produtos da loja oficial da Xiaomi no Brasil.

 

Via Mobile Time


Compartilhe