Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Internet | Os perigos no uso de listas IPTV ilegais

Os perigos no uso de listas IPTV ilegais

Compartilhe

A briga da Anatel com os equipamentos set-top box de IPTV esbarra em um detalhe da tecnologia que contorna o hardware de forma solene: as listas de canais pagos podem ser instaladas em praticamente qualquer dispositivo compatível.

Dessa forma, a batalha dos órgãos reguladores não deve ser com os dispositivos, que podem ser utilizados para várias outras finalidades de entretenimento, mas sim com as listas de IPTV ilegais e seus responsáveis.

Eu sei que muitas pessoas gostam de ter coisas de graça, pois acreditam que estão no legítimo direito de se acharem mais espertas do que os demais que decidiram pagar por aquele conteúdo.

Mas como acredito que sou seu amigo, entendo que é meu dever alertar sobre as consequências no uso das listas de IPTV de canais pagos que não são autorizadas pelos detentores dos direitos desse conteúdo.

 

Os problemas legais

É importante destacar que existem as listas de IPTV que são legais, concentrando os canais gratuitos do mundo inteiro para utilização em equipamentos set-top box e Smart TVs. O problema é quando você utiliza uma lista cheia de canais pagos ou protegidos por direitos autorais.

No Brasil, as ações da Anatel e das autoridades se tornaram cada vez mais restritas sobre essa prática, e não apenas os criadores das listas ilegais de IPTV são responsabilizados na justiça, como também os usuários que consomem esse conteúdo.

Por isso, se você usa uma lista de IPTV de canais pagos de forma irregular, não estranhe se a polícia bater na porta da sua casa, ou se um processo cair no seu colo por conta dessa prática. Afinal de contas, você está consumindo conteúdos protegidos por direitos autorais, e você será cobrado por isso.

 

Os problemas com o tratamento dos seus dados

De novo: não existem milagres neste mundo, muito menos na internet.

Não são poucos os casos de usuários que decidiram aderir às listas ilegais de IPTV e tiveram os seus dados mais sensíveis roubados, seja através do próprio equipamento de set-top box, seja pelo cadastro prévio feito no website da empresa que oferece o serviço irregular.

Você corre o risco de ter sérios problemas de integridade de informações, indo da clonagem do seu número de celular até o acesso à sua conta bancária. Sem falar dos seus dados como RG e CPF, que podem ser utilizados para a contratação de empréstimos em seu nome.

A não ser que você realmente saiba como lidar com o vazamento dos seus dados sensíveis e não se importa em ter um iPhone 14 comprado em seu nome no Submarino, pode seguir utilizando o IPTV ilegal sem maiores problemas.

 

Nem tente pedir reembolso

Muitas páginas web que oferecem o IPTV ilegal são simples fachadas para golpes que envolvem o recebimento direto do dinheiro da vítima, de modo que você perde o valor investido automaticamente em caso de problemas mais graves, como por exemplo o fechamento do site prestador de serviço.

Essas plataformas não contam com um serviço de atendimento ao cliente após a contratação, deixando o usuário à deriva. Algo que não acontece com as plataformas de TV por assinatura e serviços de streaming legais e tradicionais.

 

O serviço não cumpre o que promete

O fato de você receber os canais pagos pela internet não significa necessariamente que você vai receber um serviço com uma qualidade minimamente aceitável.

Na maioria dos casos, a resolução de imagem do conteúdo enviado para o consumidor é muito reduzida, arruinando a sua experiência com aquele serviço.

Sem falar que a quantidade de usuários que estão tentando assistir ao jogo ou episódio de série ao mesmo tempo pode tornar o consumo daquele conteúdo algo simplesmente inviável.

Pense umas dez vezes e descubra se realmente vale a pena pagar menos para ter um serviço com uma qualidade tão ruim. Não acho que você precisa passar por isso apenas para pagar de esperto para amigos e familiares.

 

As multas são bem reais

Como eu disse no começo desse conteúdo, os responsáveis pelos serviços de IPTV pirata estão sendo processados, assim como acontece com os usuários desse tipo de serviço.

A Anatel, as operadoras de internet banda larga fixa e as empresas de TV por assinatura estão colaborando em ato conjunto com as autoridades para rastrear os usuários de IPTV pirata via endereço de IP. Ou seja, se você está utilizando esse tipo de serviço nesse momento, fique atento, pois as consequências podem (e vão) chegar a qualquer momento.

As autoridades estão atuando de forma contundente, fechando o cerco sobre a prática. E eu sei que muitas pessoas vão reclamar dos preços dos planos de TV por assinatura e serviços de streaming, mas essa é outra discussão. É seu direito reclamar dos preços e questionar as legislações vigentes, mas é sua obrigação não violar as regras.


Compartilhe