Compartilhe

O Windows 10 vai completar cinco anos de vida em 2020 (chegou ao mundo em 29 de julho de 2015), e para comemorar a data, a Microsoft publicou um artigo sobre as melhores funções do sistema operacional. Vamos revisar algumas dessas funcionalidades, adicionando outras que são bem úteis, mas que são esquecidas por muita gente.

Ao longo dos anos, o Windows 10 foi uma entidade viva, que foi se atualizando a cada seis meses, recebendo novidades e modificações que se alinharam com as necessidades dos seus usuários.

 

 

Muitas novidades em cinco anos

Ao longo desses cinco anos, um dos grandes problemas da Microsoft (e o mesmo acontece com outras empresas) foi a forma em que comunicava as novidades do sistema operacional para o usuário médio. Por isso, antes de revisar as funções, é importante lembrar que o menosprezado aplicativo de Recomendações do Windows 10 informa sobre a maioria das novidades mais importantes de cada nova função.

Ou seja, nunca teve desculpa para dizer que nunca ficou sabendo que esses novos recursos chegaram no seu Windows. A Microsoft sempre quis avisar você. E foi você que nunca deu bola para ela.

 

 

1) Editor de vídeo: um dos grandes esquecidos foi o substituto do Windows Movie Maker, que está no aplicativo Fotos.

2) Tema escuro: o Windows 10 chegou com apenas um tema oficial, e com o modo escuro escondido. Com o tempo, o segundo tema ficou disponível em Configurações > Personalização > Cores.

3) Seu telefone: aqui, a Microsoft tentou se redimir dos erros com o Windows Phone e Windows 10 Mobile, oferecendo uma grande integração do sistema operacional com o Android. Ainda pode melhorar, mas foi uma grande adição ao Windows 10.

4) PowerToys: o pequeno pacote de utilidades que nasceu no Windows 95 caiu no esquecimento. Recentemente, a Microsoft ressuscitou o recurso, que transformou a busca do Windows 10 em algo parecido com o que o usuário do macOS tem com o Spotlight.

 

 

5) Capturas de tela melhoradas: uma das boas novidades da polêmica atualização Windows 10 October 2018 Update foi a inclusão da nova ferramenta de captura de tela, que combina essa opção com o aplicativo Recortes, que já vinha pré-instalado no Windows 10.

6) Gestos de touchpad modificados: antes, você não podia modificar os gestos do Windows 10. Agora, o recurso é muito mais versátil. No item de tela sensível ao toque, você pode escolher qual função você tem ao deslizar 3 ou 4 dedos na tela.

7) Teclados Emoji e kaamoji: o Windows 10 permite exibir um seletor de emojis que funciona com uma janela flutuante que aparece como um teclado virtual. Para invocá-lo, basta pressionar ao mesmo tempo a combinação das teclas (Windows + .).

8) GPU no Administrador de Tarefas: não é o recurso mais amado do Windows, mas é um que foi melhorando com o tempo. Hoje, podemos ver o uso da GPU em porcentagem e, em breve, poderemos ver qual recurso consome mais energia.

9) Teclado touch deslizável: o Windows 10 Fall Creatores update entregou uma função de teclado herdada do Windows Phone 8, o teclado touch deslizável, que é muito cômodo para digitar sem levantar o dedo da tela.

 

10) Modo Sandbox: este é um ambiente de desktop leve e específico para executar aplicativos e acessar sites em modo isolado e seguro. É uma máquina virtual leve e instantânea, dispensando o trabalho pesado na criação dessas máquinas. É perfeito para trabalhar no Windows 10 com maior segurança.

11) Windows Terminal: este é um novo console de comandos do Windows, que deixa para trás o PowerShell (que não desapareceu) para entregar uma nova proposta que foi muito aplaudida pelos desenvolvedores.

 

12) Sticky Notes: os post-its do sistema ficaram maiores, contam com tema escuro, sincronização na nuvem e compatibilidade com o Android via Microsoft Launcher. Além disso, podem ser utilizados no Windows e com o macOS, e suporta imagens integradas.

13) Área de transferência turbinada com histórico: além das capturas de tela, o famigerado Windows 10 October 2018 Update trouxe uma nova área de transferência que exibe o histórico de ações quando pressionamos as teclas Windows + V no lugar de CTRL + T. Também é possível sincronizar as áreas de transferência com dispositivos Android.

 

 

Via Microsoft


Compartilhe