Quer saber qual é a magia que há por trás dos maravilhosos filmes de apostas e casinos em Hollywood?

Não perca essa matéria! Aqui você poderá conhecer a nossa top four list dos melhores filmes e ainda saber um truque que já quebrou a cabeça de vários.

Os diretores de cinema adoram explorar a tensão que rola em uma mesa de jogos, assim como o azar e a sorte. Desde sempre, essa temática é uma grande paixão para muitos. Afinal, os cassinos mexem com a imaginação das pessoas.  

A causa disto é a possibilidade de ganhar muito dinheiro, com apenas um golpe de sorte. E sabendo dessa paixão pelos jogos, os roteiristas abordam as mais diversas possibilidades; ladrões com planos altamente elaborados aos experts em contar cartas e sair milionários das casas de jogos.  

Embora no Brasil os estabelecimentos físicos sejam proibidos, os brasileiros utilizam as plataformas online para fazer suas jogadas, além de apreciar os bons filmes que abordam esse tema.

Mas, enquanto essa legalização não ocorre de fato vamos conhecer um pouco mais sobre esse universo, através desses famosos filmes selecionados para você.

 

 

Cassino

 

O primeiro da lista não poderia ser outro, afinal esse filme é um clássico e baseado em uma história real. Nele, o ator Robert De Niro dá vida a um apostador  que é chamado pela máfia para monitorar o cassino Tangiers, em Las Vegas.

O segurança da máfia vivido por  Anthony Spilotro é enviado a Las Vegas para se certificar de que o dinheiro do Tangiers chegue a Chicago, e que tudo ocorra como deve ser. O desenrolar da trama se dá com a transformação da casa de jogos em um verdadeiro império.

Contudo, uma paixão inesperada por uma ex-prostituta que é ligada a um trambiqueiro, pode colocar tudo a perder. Trata-se de um filme muito bem ambientado, que mostra com riqueza de detalhes as casas de jogos dos anos 70.

 

 

007 Cassino Royale

 

Essa trama aborda o início de James Bond como espião secreto, logo após ter obtido licença para matar. James apresenta certo interesse por Vesper Lynd, uma agente da Her Majesty’s Treasury, que foi designada para prover a ele os fundos monetários necessários para atravancar um torneio de pôquer de altas apostas, organizado pelo Le Chiffre.

Assim, a missão de Bond é jogar contra Le Chiffre, e fazê-lo perder a partida de qualquer forma, pois isto desmontar a organização criminosa, que pretende conseguir o dinheiro nesse jogo de pôquer milionário em Montenegro, no Cassino Royale. Para os fãs do espião mais famoso das telonas, essa é uma trama imperdível.

 

 

Quebrando a Banca

 

Outro enredo baseado em uma história verídica. Os jovens que inspiraram essa trama conseguiram ganhar milhões, de maneira brilhante, nos cassinos de Las Vegas.

Os jovens alunos e seu professor de matemática, que é um gênio em estatística, conseguem montar um código infalível. Através da contagem de cartas e usando um complexo sistema de sinais, eles quebram várias casas de jogos.

Contudo, a trama se desenrola de modo a fazer os personagens extrapolarem seus próprios limites, pois embora a contagem da carta não seja ilegal, o risco enfrentado é cada vez maior, afinal enganar os chefes de segurança dos casinos não é fácil. Um filme com muita polêmica, incluindo um dos seus protagonistas, Kevin Spacey.

 

 

Cartas na mesa (Rounders)

 

Essa trama ficou por último na nossa lista para fechar com chave de ouro.  Aqui os trambiqueiros vividos por Mike (Matt Damon) e Worm (Edward Norton), são jogadores de pôquer especializados em arrancar dinheiro de pessoas comuns, que acreditam que jogar é apenas uma diversão.

Enquanto o primeiro personagem não permite que roubem nas cartas, o segundo acredita que isto faz parte do jogo. Mike é um estudante, que perdeu todas as suas economias ao enfrentar, nas mesas, um mafioso russo. Dessa forma, Mike desiste de jogar pôquer, até que seu melhor amigo Worm é libertado da prisão e os dois juntos, retomam a vida nas casas de jogos.

Com um roteiro extremamente detalhista, no que se refere ao submundo do jogo profissional, a história tem um de seus ápices no momento em que Mike entra em uma sala e, depois de apenas alguns minutos observando consegue dizer com certeza quais cartas cada jogador possui. 

Assim, Cartas na Mesa não tenta justificar o comportamento de seus personagens. Nessa trama o ato de jogar é encarado com uma profissão, assim como a medicina ou o jornalismo, por exemplo.  Os criadores chamam isso de estilo de vida!

 

 

Agora o truque por trás e a história verdadeira…

 

Vamos falar de um dos filmes referenciados nesta matéria, Quebrando a banca, com Kevin Spacey, Jim Sturgess, Laurence Fishbourne, Catherine Ann Bosworth, Liza Lapira, Jacob Pitts e Aaron Yoo.

A verdadeira história por trás desse filme não é bem essa. Na verdade, o diretor modificou um pouco os personagens do filme. Na verdade, o professor do MIT que realmente faz parte da história real, é Edward Thorpe, científico matemático, especializado em valores, hoje em dia. Na época, a meados da década de 1960, e após vários anos de investigação, ele desenvolveu uma técnica de contagem de cartas para prever a sequência utilizada pela casa de apostas.

Mas a intenção real era desenvolver uma sequência matemática, e no caminho descobriu que podia testa-la nos cassinos. Inclusive ele até desenvolveu junto de um computador, a tecnologia que começou a desembaraçar o código das roletas. E a equipe que estava por trás era a sua esposa, no momento, e dois colegas do MIT.

Após descobrir Thorpe, ele foi banido de alguns cassinos, mas hoje ele é autor de vários livros onde explica o seu método de contagem de cartas e também, conta parte da sua vida em outro.

 

 

Você sabia que Edward Thorp percebeu da mágica dos números aos 4 anos de idade?

 

 

Um dia sua mãe o levou até um mercado, perto da sua casa, em Illinois, e o menino voltou para casa com um sorvete e sabendo que tinha um dom especial. Como assim?

Edward e sua mãe chegaram no mercado, em plena recessão econômica nos anos 30, um dos cenários monetários mais difíceis na história dos Estados Unidos. Um vendedor estava atraindo a atenção do público para seu local comercial com um jogo de adivinhação. Ele pedia para as pessoas adivinhar o total da soma de alguns dos artigos à venda no seu negócio e quem acertasse levava para casa um prêmio.

Mas só se o resultado era dado antes do vendedor finalizar a conta na calculadora. Edward, enquanto o moço ainda digitava as cifras, disse o resultado final. Embora o resultado não coincidiu com o da calculadora, após checar a lápis, o moço parabenizou Edward e ele voltou para casa –esse e vários dias pela frente- com um sorvete na mão.

Se quiser saber mais da vida de Edward Thorp, saiba que hoje em dia ele está investindo em Wall Street. Não sabemos se continua gostando de sorvetes, mas se tiver alguma dúvida pode conferir aqui.

E se quiser compartilhar conosco mais alguma história relacionada, seja bem-vindo!