Compartilhe

O AV-TEST publicou o seu ranking de pontuação atualizado para destacar os melhores antivírus para o Windows 10 Home em agosto de 2019.

O serviço realiza uma série de testes com as principais soluções do mercado, que são qualificadas com uma metodologia que avalia três fatores, que são:

1. Capacidade de detecção
2. Carga para o sistema
3. Usabilidade

Os testes se dividem em grupos de seis pontos, e os testes duram semanas de execução contínua dos equipamentos. São duas fases de análises com 15 mil peças de malware, onde o primeiro teste em condições reais passa pela detecção de malwares do tipo 0-Day procedentes da web e de arquivos em anexo. Na segunda fase, é realizado um teste dentro do marco de referência do AV-TEST, onde as soluções enfrentam malwares já conhecidos.

 

 

Os melhores antivírus do mercado em agosto de 2019, segundo o AV-TEST

Poucas surpresas entre os resultados

Kaspersky Internet Security, McAfee Internet Security e Symantec Norton Security alcançaram a pontuação máxima de 18 pontos, e boa parte das soluções analisadas alcançaram a pontuação máxima no principal item desse estudo, a proteção. Isso confirma as boas configurações que a maioria dos softwares de segurança entregam hoje.

Já o Windows Defender da Microsoft mantém o seu bom desempenho dos últimos meses, com uma pontuação de 17.5, apesar das falhas na última atualização do Windows 10.

 

 

 

 

Várias perguntas, com diferentes respostas

E a pergunta de muitos usuários permanece a mesma: o Windows Defender é o suficiente para que eu não precise instalar uma solução de terceiros?

E ela vem acompanhada de outra pergunta pertinente e importante: É obrigatório utilizar um antivírus ou tudo depende do foco do equipamento, do cuidado do usuário ou do apoio de outras funções para proteção informática como os softwares de firewall?

Por fim, a pergunta mais importante de muitos usuários depois de analisar os números desse teste: os antivírus gratuitos são suficientes, ou todos deveriam utilizar as versões comerciais desses softwares?

Para todas essas questões, as respostas podem mudar de acordo com a necessidade de cada usuário. No âmbito profissional e corporativo, o Windows Defender ainda é insuficiente, e é mais do que recomendada a adoção de uma boa solução de segurança comercial ou de terceiros.

Aliás, usuários comerciais e corporativos jamais devem deixar de contar com um bom antivírus e, em alguns casos, com um pacote completo de segurança informática, incluindo programas de firewall e, em cenários extremos, softwares para proteção de conexão com VPN e DNS.

Já os usuários domésticos e estudantes podem ficar com a solução nativa da Microsoft, que apresenta uma evolução consistente e atende bem a maioria das pessoas. É claro que você precisa ter um comportamento que não comprometa a integridade do equipamento, evitando realizar o download em sites com procedência suspeita ou duvidosa. Mas a maioria não precisa ir muito além do Windows Defender para manter os dados do computador protegidos.

Os números do AV-TEST ilustram o cenário de momento, mas podem ser indicadores importantes para a decisão dos usuários com diferentes perspectivas e necessidades.

 

Via AV-TEST


Compartilhe