Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 contarão com táxis voadores | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 contarão com táxis voadores | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Tecnologia | Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 contarão com táxis voadores

Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 contarão com táxis voadores

Compartilhe

Paris já está trabalhando nos Jogos Olímpicos que a cidade vai sediar em 2024. E um dos problemas para uma das capitais mais importantes da Europa precisa ser solucionado para o evento dar certo: o transporte.

Apesar das limitações de tráfego que Paris e outras grandes capitais do mundo contam nos seus centros urbanos, é inevitável que, pelo menos durante os Jogos Olímpicos, esse tráfego vai se multiplicar. A cidade precisa apresentar soluções para que turistas, visitantes, profissionais envolvidos e jornalistas consigam se deslocar, sem falar nos próprios parisienses.

E o segredo para evitar esses problemas pode estar nos futuros táxis voadores que empresas como a Airbus estão desenvolvendo.

 

 

Táxis voadores para os Jogos Olímpicos

 

 

A Airbus, a autoridade de aeroportos (ADP) e a autoridade de transporte regional (RATP) planejam deslocar algumas pessoas dos aeroportos diretamente para a cidade olímpica. Para isso, a Airbus apresentou o CityAirbus, um táxi voador com quatro grandes rotores, e o Vahana, um protótipo com apenas um assento para mobilidade pessoal.

O objetivo da parceria é que, tão logo o avião aterrize no aeroporto, ele sobe direto para o táxi voador, que vai levá-lo ao seu destino. É pensado nos VIPs, como dirigentes e atletas de elite, que não precisam suportar os engarrafamentos. Os táxis seriam capazes de decolar na vertical e aterrizar como se fosse um helicóptero em um heliporto, sobrevoando a cidade de Paris.

O plano ainda precisa superar alguns obstáculos legais, já que o uso comercial de táxis voadores ainda não está aprovado, e nem mesmo está claro se esta tecnologia está madura o suficiente para um uso comercial, ou se o seu uso já é algo factível.

De qualquer forma, as máquinas já começaram a trabalhar. Até o final de 2019, um local será escolhido para construir um “Vertiporto” para os táxis voadores, em um investimento de 10 milhões de euros. Os veículos vão se basear nas rotas já existentes para os helicópteros.


Compartilhe