games

Os games do passado voltam ao presente através de emuladores, dispositivos de streaming devidamente adaptados (e pensados em um entretenimento em formato múltiplo) e nos consoles retrô fornecidos inclusive pelos próprios fabricantes, como o Mega Drive relançado com autorização da Sega pela Tectoy.

O tema é recorrente e está em evidência. Mesmo com os novos consoles oferecendo características técnicas impressionantes e uma qualidade gráfica absurdamente elevada, os games do passado continuam muito populares, e não apenas com as gerações mais veteranas de gamers, mas também entre os mais novos.

Naquela época, eu já gostava de jogos de diferentes categorias. E os jogos do passado já flertavam com diversos temas muito presentes dentro da cultura pop e do mundo do entretenimento. De esportes até games baseados em filmes, o universo é dos mais vastos.

Particularmente, eu gosto muito de esportes. De todos os tipos de esportes. Logo, jogos de corrida, de basquete, futebol americano e, é claro, futebol. Todas essas categorias de jogos sempre me chamaram muito a atenção. Eu posso me considerar um jurássico no mundo dos videogames, mesmo sendo um gamer casual na maior parte do tempo.

Mas uma das categorias que, de tempos em tempos, sempre se fez presente no mundo dos videogames: os cassinos.

É verdade. Os games da década de 90 sempre tentaram passar a ideia de que a cultura dos cassinos era algo bacana. Já que esta era a década onde “praticamente tudo estava valendo” (os programas de auditório na TV de domingo são provas cabais do que eu estou falando), a cultura do “apostar em alguma coisa” estava presente nos games daquela época. Em alguns casos, de forma bem explícita.

Vamos citar alguns exemplos que reforçam essa teoria.

Vegas Stakes para Super Nintendo te colocava dentro de um cassino. Literalmente. Você começava com US$ 1.000 no bolso, e poderia sair da jogatina com US$ 10 milhões. Tudo dependia da sua sorte e habilidade para detectar as melhores oportunidades para apostar o seu “dinheiro” nos melhores jogos (Blackjack, 21, roleta, caça-níquel, dados, etc).

Aliás, você sabia que Vegas Stakes é uma continuação de Vegas Dream, lançado para o NES em 1990?

Antes de tudo isso, tivemos o Casino Games para Master System. Mesmo com um conceito mais simples de jogo, ele oferecia os elementos básicos para oferecer o gamer uma experiência interessante dentro da modalidade de jogos para cassino.

Até mesmo quando um jogo não abordava o assunto de forma direta, a proposta estava lá, de forma indireta. O exemplo mais emblemático que me vem à mente é Sonic The Hedgehog 2 para Mega Drive, que tem uma fase inteira dedicada ao assunto: Casino Night Zone (uma das minhas preferidas do jogo, por sinal).

Logo, a década dos videogames onde “tudo estava valendo” não era bloqueada ou censurada pelo politicamente correto. O mundo do cassino também conversou bem com o mundo dos games, oferecendo jogos que apresentaram essa proposta de forma objetiva, criativa e divertida.

E a grande maioria dos gamers do passado não ficaram viciados em jogos de azar!

Olha só… que coisa!