TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Os erros que você deve evitar ao comprar uma mochila para o seu notebook | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Os erros que você deve evitar ao comprar uma mochila para o seu notebook

Os erros que você deve evitar ao comprar uma mochila para o seu notebook

Compartilhe

Nem todo mundo sabe disso, mas eu adoro usar mochilas.

Eu tenho pelo menos três mochilas que uso para finalidades diferentes e muito específicas. A mochila do dia a dia, a mochila para viagens e a mochila para jornadas em grandes cidades. Cada uma delas eu escolhi a dedo, considerando as minhas necessidades e possibilidades de uso.

Porém, eu sei que não é todo mundo que tem condições de fazer isso, seja pela limitação financeira, seja pelo desconhecimento no assunto. Por isso, entendo que posso contribuir para que outros usuários possam alcançar o que realmente precisam na hora de escolher uma mochila para chamar de sua.

Aqui, vou compartilhar a minha experiência no assunto, passando algumas dicas e, principalmente, indicando o que você deve evitar fazer na hora de comprar uma nova mochila para o seu notebook.

 

O design é importante, mas não é tudo

Eu bem sei que o desejo de muita gente é ter uma mochila que, entre outros fatores, entregue a estética perfeita para agradar os nossos olhos e chamar a atenção das demais pessoas (sem ser um chamariz para assaltos, evidentemente). E reconheço que essa é uma missão bem complicada de se cumprir no processo de escolha desse item.

Por outro lado, você jamais deve se esquecer que vai comprar um produto onde, em boa parte do tempo, vai levar nas costas de um lado para outro. Logo, no lugar de priorizar a beleza do design, coloque um foco maior em temas que são efetivamente mais importantes neste aspecto.

E eu nem preciso me prolongar muito nesse tema: comodidade, praticidade e funcionalidade são os pontos de maior prioridade na hora de escolher uma mochila para as suas jornadas diárias.

Não adianta ela ser esteticamente atraente ou cheia de LEDs se o seu design pode aumentar as chances de você desenvolver um problema na coluna por causa do uso diário de uma mochila que força ou deixa marcas incômodas nas suas costas.

Jamais perca o foco que este é um produto que você vai usar todos os dias e por algumas horas. Logo, ele precisa ser o mais ajustado possível para ser o seu companheiro de jornada, e não o inimigo que você é obrigado a carregar para não ser derrotado.

 

Tenha claro o tamanho que você precisa

É aqui que você não pode errar.

Considerando o aspecto anterior, você precisa ter em mente todos os itens que você vai colocar na mochila, e descobrir antes mesmo de realizar o investimento se todos os seus gadgets cabem dentro do produto que você planeja comprar.

Muitos usuários cometem o erro de pensar apenas no tamanho do notebook que será abrigado por essa mochila. Em alguns casos, o computador portátil será a menor de suas preocupações, principalmente se você escolheu um laptop compacto e com peso abaixo de 1.5 kg.

As pessoas se esquecem que até mesmo aqueles que não são tão focados em tecnologia já levam uma quantidade considerável de produtos dentro da mochila. Carregador de celular, fonte do notebook, cadernos, bloco de notas, itens pessoais, canetas, carteiras, chaves de casa ou do escritório e  vários outros elementos que, de alguma forma, fazem parte de nossa jornada diária.

Agora, imagine um geek ou um usuário ativo de tecnologia (é o meu caso): tablet, Kindle, powerbank, cabos diversos, tripé retrátil para smartphone, mouse, mousepad, itens de alimentação rápida e outros produtos e dispositivos que são fundamentais para poder realizar as tarefas de produção e consumo de conteúdo em qualquer lugar.

Ou seja, para todos os grupos e qualquer pessoa, independente do tipo de usuário em questão, a regra é a mesma: verifique com muito critério e cuidado se a mochila que você vai comprar consegue acondicionar todos os itens que você precisa para realizar as suas tarefas cotidianas.

A pior coisa que pode acontecer com você é escolher uma mochila que não pode acondicionar tudo o que você precisa e, ao mesmo tempo, produzir um peso exagerado nas suas costas. No final, é a sua consciência que vai pesar pela escolha ruim que você fez.

 

Saber o uso que você vai dar para a mochila

No começo desse artigo, eu disse que era proprietário de três mochilas para tarefas e objetivos muito específicos e diferentes para cada uma delas. Particularmente, não vejo necessidade que todos façam o mesmo que eu fiz. Mas é fundamental ter a plena consciência sobre o que você realmente quer em um produto como esse.

Se você vai ter apenas uma mochila na vida, entenda de forma clara qual é a sua prioridade no uso desse produto. Esse item será útil para essa atividade, e você terá que se adaptar para fazer com que esse acessório seja útil ou funcional para as demais atividades.

Aqui, a equação pode se complicar um pouco. É muito difícil encontrar uma mochila que ofereça a mesma praticidade ou funcionalidade para transportar os seus itens de escritório para o trabalho e, ao mesmo tempo, seja perfeita para aquela viagem no campo que você planejou por meses.

A tendência é ter designs diferentes de mochilas para finalidades diferentes. Por isso, é fundamental que você tenha esse entendimento: se vai ficar com apenas uma mochila, é preciso pesquisar bem se o modelo vai atender a diferentes objetivos quando necessário.

Caso contrário, não tem jeito: o negócio é fazer como eu e investir em mais de uma mochila, dando o uso adequado para cada produto em cada momento. E eu não vejo nada de errado nisso, desde que você tenha condições em comprar os produtos adequados para as suas tarefas.

 

A necessidade de levar itens extras

Lembra quando eu escrevi mais acima sobre o tamanho da mochila? Então, esse último item aprofunda um pouco mais aquela discussão, pois além de todos os itens que você vai considerar como indispensáveis para a sua jornada diária, você precisa colocar na conta os itens eventuais ou alternativos, que você pode nem mesmo chegar a utilizar, mas que infelizmente precisam ser carregados para momentos pontuais.

Aqui, estou falando daquele HD externo que você pegou do colega de trabalho, a capa de chuva ou guarda-chuva, aquela pasta cheia de documentos do cliente ou até mesmo as guloseimas que você comprou na Americanas Express antes de voltar para casa.

Ter uma mochila que acondiciona o necessário é ótimo. Porém, se possível, pense naqueles itens que precisam ser carregados de forma eventual ou esporádica, que são considerados adicionais ou complementares na sua vida.

O ideal mesmo é levar o essencial na mochila. Porém, não podemos escapar dos imprevistos cotidianos. Logo, é melhor se antecipar e deixar um espaço separado para carregar esses itens adicionais de tempos em tempos.


Compartilhe