Todo mundo quer eliminar o notch com furos na tela e câmeras retráteis, mas o mundo perfeito é ter 100% tela e a câmera abaixo da mesma. Pois bem, OPPO e Xioami apresentaram os primeiros esboços de suas soluções com essa proposta.

Na verdade, não há nada de oficial ou definitivo, mas pequenos avanços em forma de protótipo sobre como as empresas entendem essa solução aparentemente funcional. E o fazem com o melhor exemplo que podemos aplicar para esse tipo de conceito: registrando uma selfie.

 

 

OPPO: não a vemos, mas está ali

 

 

A OPPO compartilhou na sua conta do Tiwtter o conceito de sua tecnologia de câmera frontal abaixo da tela, a Under-display Selfie Camera Technology. Sem notch, sem furo na tela, nem módulos. A OPPO mostra um smartphone realizando uma selfie, tapando com um dedo o local onde normalmente estaria localizada a câmera.

 

 

O vídeo de poucos segundos mostra o smartphone apenas na sua parte superior com um case no fundo, o que pode indicar que este é um protótipo funcional. A única prova que essa foto foi feita com uma câmera abaixo da tela é que, ao passar o dedo sobre a mesma e a câmera é tapada, já que não temos fotos que foram registradas com o sensor ou outros detalhes.

 

 

Xiaomi: nós também estamos prontos

 

 

De forma curiosa, a Xiaomi também publicou na sua conta oficial na Weibo informando que também conta com um sistema de câmera selfie abaixo da tela que está pronto, mas como parte do seu dispositivo dobrável e que, nesse momento, não existe como um produto final.

Já a Xiaomi mostra o telefone de forma completa e aparentemente finalizado (um Xiaomi Mi 9 modificado), mas também não temos uma amostra da foto registrada pelo sensor. O fabricante explica que na área da câmera frontal tem uma parte transparente (em uma ‘tela transparente’) com baixa reflexão, capaz de mostrar o conteúdo da tela quando a mesma não está registrando fotos.

 

 

Ao menos no caso da Xiaomi, a área mostra o conteúdo com o restante da tela se a mesma não está com a câmera frontal ativa, tornando aquela área transparente quando necessário. Esse é um sensor de 20 MP e mostra um esquema de composição de tela em comparação com um sistema padrão.

 

 

O que podemos deduzir nos dois casos é que o aproveitamento da parte frontal pela tela pode ser equivalente ou superior ao alcançado com as câmeras modulares ou soluções mecânicas que já vimos em modelos desses fabricantes. Resta ver se a qualidade final das fotos é boa. A vantagem dos módulos é que a câmera não conta com nenhum tipo de barreira, cristal ou capa, ou seja, contam com qualidade equivalente às câmeras integradas com notch.

 

Via Android Central